Por favor, preencha a atmosfera com a vibração sublime dos Santos Nomes:
Hare Krsna Hare Krsna Krsna Krsna Hare Hare Hare Rama Hare Rama Rama Rama Hare Hare

sexta-feira, 9 de novembro de 2007

Ervas da Harmonia

A presença das plantas na casa tem o poder de filtrar as energias e potencializar boas vibrações. As ervas medicinais fazem isso e ainda atuam sobre os órgãos, ajudando a reforçar a vitalidade dos moradores”, explica Máximo Ghirello, fitoterapeuta e consultor de Feng Shui da Escola da Bússola, a técnica chinesa de harmonização que usa os pontos cardeais para traçar os caminhos da energia ch’i.

Ghirello realizou uma pesquisa que reúne os conhecimentos do Feng Shui, da tradicional medicina chinesa e da fitoterapia - estudo das plantas medicinais que atuam na saúde e nas emoções. Por exemplo: se a pessoa quer fortalecer a área dos Relacionamentos, o jardim deve ficar na direção sudoeste, pois para a Escola da Bússola essa direção está associada ao elemento terra, que, por sua vez, na medicina chinesa, está relacionado ao estômago, ao pâncreas e às preocupações. Então, Ghirello selecionou ervas que atuam nesses órgãos: camomila, erva-doce, melissa.

Para fazer um jardim de acordo com o Feng Shui, é preciso primeiro definir qual direção está precisando ser ativada e localizar os pontos cardeais. Com a mão direita voltada para o sol nascente e a esquerda para o poente, a frente para o norte e as costas para o sul, é possível identificar as oito direções correspondentes às oito áreas de interesse da vida: norte, Trabalho; nordeste, Espiritualidade; leste, Família e Saúde; sudeste, Prosperidade; sul, Sucesso; sudoeste, Relacionamentos; oeste, Criatividade; e noroeste, Amigos.

Faça seu canteiro
A direção leste é a mais indicada para ter um jardim com ervas, pois está associada à boa saúde, o que favorece todos os moradores. Você pode plantar ervas em uma caixa de madeira (35 x 50 x 30 cm) ou num canteiro com orifícios bem abertos. Cubra o fundo com pedras. Coloque a mistura de terra, areia, húmus e esterco (1kg e 1/2 de cada material). Plante as mudas. Espere três meses para fazer a primeira colheita, cortando os ramos com uma tesoura - não tire mais de 1/3 da planta.

No jardim
Se tiver uma área fora da casa, verifique a localização dos pontos cardeais no terreno. “A direção leste e a sudeste são favoráveis, pois estão associadas ao elemento madeira, à prosperidade, à saúde e aos relacionamentos”, recomenda o especialista Ghirello. Dentro do espaço delimitado, verifique novamente os pontos cardeais para a nova divisão das oito áreas. Então plante as ervas de acordo com áreas correspondentes (veja informações junto às fotos). O mesmo pode ser feito na frente da casa, pois o jardim acolhe quem chega e filtra as energias de fora. O caminho até a entrada deve ser sinuoso. “Essas curvas facilitam o caminho do ch’i”, afirma Ghirello. Antes de colocar a mão na massa, não esqueça que as ervas medicinais precisam de alguns cuidados para estar sempre viçosas: rega diária, sol direto no mínimo durante quatro horas por dia, proximidade com portas e janelas para permitir que a energia vital entre na casa e pouco vento.

Trabalho:Cavalinha, salsa, babosa e capuchinha fortalecem a área que diz respeito ao bom fluxo da rotina e da carreira. A direção norte é associada ao elemento água e aos órgãos que controlam os líqüidos no organismo, isto é, rins e bexiga. Em desequilíbrio, podem afetar as emoções, causando medo e indecisão

Família e saúde:Dente-de-leão, boldo, carqueja e artemísia entram na área da Família, que trata da união familiar e da saúde dos moradores. A direção é leste e o elemento madeira, relacionado ao fígado, que tem forte influência nos estados emocionais. Quando em desequilíbrio, provoca mau humor, irritação e raiva constantes.

Espiritualidade:Erva-doce, camomila, melissa e coentro devem ser cultivados nessa área, que favorece o autoconhecimento e as descobertas espirituais. Associado à direção nordeste, é regido pelo elemento terra, que atua sobre estômago, baço e pâncreas, que em desequilíbrio podem causar preocupação excessiva e idéias fixas.

Prosperidade:Para ativar o chá da abundância material e espiritual, cultive várias espécies de manjericão na direção sudeste. Essa planta simboliza a fartura, pois cresce rápida e ereta. O elemento madeira rege essa área e o fígado, do qual dependem nossa disposição e nosso bom humor.

Sucesso:Sálvia, passiflora, hamamélis e malva são as ervas relacionadas a essa área e à direção sul. Essas plantas equilibram verborragia, excesso de pensamentos e depressão, comportamentos relacionados ao elemento fogo. A área do Sucesso, que diz respeito a todas as nossas realizações, está ligada ao coração e ao intestino delgado, e essas ervas ajudam a manter a circulação e a digestão bem equilibradas.

Relacionamentos:Capim-limão, louro, erva-doce e alfazema são as ervas mais adequadas à direção sudoeste e à área que trata das relações afetivas. Os órgãos correspondentes são estômago e pâncreas, associados ao elemento terra e ao excesso de preocupações. Evite deixar nessa direção plantas com espinhos, pontas ou com acúmulo de folhas secas.

Criatividade:Alecrim, manjericão-cravo, guaco, hortelã e menta correspondem à direção oeste. O elemento metal, que está ligado a essa área da fertilidade física e mental, é associado ao pulmão e ao intestino grosso. As ervas indicadas atuam contra tristeza, gripes e problemas respiratórios, além de aliviar cólicas e má digestão. E também abrem caminhos para as mudanças.

Amigos:Orégano, manjerona, tomilho e segurelha são as ervas da direção noroeste, que ativam o bom relacionamento com amigos, auxiliares e também viagens. Regida pelo elemento metal, essa área atua nos problemas do pulmão e alivia a mágoa e a depressão. A segurelha é indicada para bronquite e problemas respiratórios. Tomilho para gripes, tosses e resfriados e orégano para má digestão e falta de apetite.