Por favor, preencha a atmosfera com a vibração sublime dos Santos Nomes:
Hare Krsna Hare Krsna Krsna Krsna Hare Hare Hare Rama Hare Rama Rama Rama Hare Hare

segunda-feira, 23 de junho de 2008

O PODER DAS ERVAS E PEDRAS

Quando falamos em MINERAIS, muitas vezes nos limitamos somente às pedras, mas o Poder Mineral não está contido somente nelas, mas nas Águas, nas Pembas e nos Minérios como cobre, ferro, alumínio, bronze, pratas, etc.

São elementos Divinos e Poderosís­simos que fazem parte da magia de nossa querida Umbanda. São elementos muito utilizados pelos Guias Espirituais e que muitas vezes, por não os conhecer ou reconhecer como tal, bloqueamos informações enviadas do Astral ou até deixamos de nos beneficiar. AS PEDRAS são energias que trabalham por si, são autênticas fontes de luz, emanadoras de energias curadoras e de energias naturais elementais, que podem ser captadas e projetadas em nós ou em nosso ambiente.

São Fontes Inesgotáveis de Energias e é preciso saber DIRECIONÁ-LAS, PROGRAMÁ-LAS e ATIVÁ-LAS.

Fazemos isso Mentalmente, Energé­ticamente, Magísticamente, Ritualística­mente.

O Quartzo Rosa é uma pedra que energéticamente é considerada a pedra do amor, podendo ser utilizada no quarto do casal, colocando uma pedra sobre cada criado-mudo formando um campo energético suave, calmo e amoroso.

Quando colocamos sobre o cardíaco, que pode ser até um “simples” pingente, alivia nossa tristeza e solidão, tornando nossa alma mais leve e amorosa.

Ela é ótima para presentear pessoas agressivas, sendo um selo de Paz.

Na Litoterapia usa-se esta pedra para preparar a “ÁGUA COLORIDA / ROSA” que proporciona efeitos curativos maravilhosos.

Nos Rituais de Umbanda, é uma das pedras de nossa querida MÃE OXUM, com a qual podemos preparar lindas guias com grande Poder energético e consagrá-las ao Orixá Oxum.

Temos algumas opções de realizar um bom Banho de Descarrego.
Uma opção é a utilização de ervas próprias para esse fim, que são as ervas quentes e agressivas com grande poder de limpeza, como: folhas de bambu, eucalipto, dan­dá da costa, gotas de dendê, folhas de fumo, folhas de mamona, guiné, arruda, casca de alho, peregum, folhas de amora, etc. Ervas essas que devem ser utilizadas com bom senso e equilíbrio, afinal, a utilização de forma contínua pode causar “buracos” na aura. O cuidado também se estende ao jogar esse banho na “coroa”, visto que algumas são desapropriadas podendo desequilibrar a mediunidade.

• Conclusão: o conhecimento não limita o Ser, mas a ignorância sim.

Outra opção é o banho de Sal Grosso, o qual requer cuidado, pois o sal tem propriedades higroscópicas, ou seja, a capacidade de absorver todas as energias e neutralizá-las, tanto as boas como as más. Observamos este fato quando deixamos um copo com sal grosso em um ambiente qualquer e com o passar do tempo acumula-se água nesse copo, pois junto com a água são retiradas do ambiente todas as energias deletérias* (que destrói, que corrompe, nocivo à saúde, danoso). Por isso, usar o Sal Grosso como banho de descarrego pode ser prejudicial se for usado de forma errada.

Aproveite essas dicas:

• É importante tomar um banho de ervas após o banho de sal grosso, pois este banho vem com a função de repor as energias que foram neutralizadas pelo sal grosso.

• Deve-se tomar cuidado com a “coroa”, não jogando o sal grosso na cabeça, salvo orientação das Entidades Espirituais.

• Pode-se utilizar pedaços de carvão nas solas dos pés durante o banho de sal grosso. O carvão vem com a função de peneirar as energias, deixando somente as energias más serem neutralizadas.

O UNIVERSO MINERAL ASSIM COMO
O VEGETAL É IMENSO. NÃO SE LIMITE, ABRA SUA MENTE E O SEU ESPÍRITO
PARA O CONHECIMENTO E A EVOLUÇÃO.
TENHA DEDICAÇÃO E AMOR PELA SUA RELIGIÃO E POR VOCÊ.