Por favor, preencha a atmosfera com a vibração sublime dos Santos Nomes:
Hare Krsna Hare Krsna Krsna Krsna Hare Hare Hare Rama Hare Rama Rama Rama Hare Hare

sexta-feira, 6 de maio de 2011

Projeto PAZEAR

 "É preciso desandar caminhos, desconstruir conceitos para que o Jornalismo seja um instrumento de expansão da consciência humana. É de extrema urgência que os comunicadores aprendam a  pazear suas pautas e veículos de comunicação, humanizando a notícia." (Rita Alves)




Projeto PAZEAR


Objetivo  
Expandir a Cultura da Paz através dos Meios de Comunicação, oferecendo pautas com ganchos pacíficos mostrando o lado positivo de ações conjuntas que todos os dias acontecem em vários cantos das cidades, estados, do Brasil e do Mundo. O perfil deste projeto está baseado na principal função do Jornalismo que é mostrar acontecimentos de interesse público que visam a transformação social, com a expansão da consciência do ser humano, destituindo condicionamentos inseridos na sociedade pela própria mídia. Mostrar que a Comunicação Social efetiva passa pela Comunicação Humana Afetiva.

O projeto tem como pano-de-fundo um dos principais deveres dos Meios de Comunicação e do Jornalista, segundo o Código de Ética da Categoria: “a divulgação da informação precisa e correta é dever dos meios de comunicação e deve ser cumprida independentemente de sua natureza jurídica – se pública, estatal ou privada – e da linha política de seus proprietários e/ou diretores”. “A produção e a divulgação da informação devem se pautar pela veracidade dos fatos e ter por finalidade o interesse público”

 Justificativa          
Vivemos num mundo de aparente crise, onde todas ações são voltadas e baseadas no medo. Medo da morte, medo de ousar, medo de sair das regras, medo do mundo violento das ruas, medo de amar. Esta crise tem uma veia psicossomática,ou seja, uma grande desarmonia de interesses onde agregados às possíveis realidades interpretadas pela mídia o ser humano se contrai e espalha de maneira natural a prisão coletiva. Neste estado de histeria comunitária é emergente que a mídia mude seu formato, sua metodologia e mostre que no mesmo mundo que há esta suposta violência, há paz, por meio de ações conjuntas, elaboradas, dedicadas que tem em sua melhor essência a fraternidade humana.

Depois que a notícia virou produto e o movimento de Objetividade no Jornalismo  foi tomando espaço o imperativo ético com a verdade inerente ao trabalho de produção para informação pública foi abafado. Os Meios de Comunicação viraram empresas de anúncios e interesses políticos, as redações viraram um mundo  à parte, onde a verdade perdeu sua essência e significado, deixando de ser sujeito da história.

Segundo o dicionário Aurélio o verbete verdade quer dizer “a qualidade pela qual as coisas se apresentam como realmente são”, mas entre tantos ruídos de comunicação e humano que a mídia possui dentro uma sociedade que carrega a premissa de que tempo é dinheiro, esta interpretação é praticamente ineficaz.

Está claro que dentro deste mesmo mundo que evidencia o ter, há pessoas que expandem a essência do ser, que acreditam que o tempo é arte. Este projeto é elaborado partindo do pressuposto que o Movimento pela Paz precisa dar passos precisos, não com objetivo de derrubar as instituições já edificadas, isto é perder tempo e energia, além de guerrear.

Segundo Deepak Chopra, no livro A Paz é o Caminho, “podemos deixar as reservas militares e as empresas multinacionais para aqueles que se sentem ligados a elas e que, portanto, precisam defendê-las. Estes símbolos da antiga ordem nada são além de uma consciência congelada. Eles, talvez, tenham o poder de afetar a vida no dia-a-dia, mas, as rédeas da mudança encontram-se em nossas mãos”.

Acredito que basta unir consciências evolucionárias e mostrar o novo, um mundo onde está a resposta para a felicidade humana. Por isso, o projeto PAZEAR tem em sua essência unir forças aos Movimentos que já existem.




Diretrizes PAZEAR


  •  Desenvolver técnicas de Comunicação pela Paz dentro da Organização Não Governamental Academia da Luz, trabalhando com comunicação interna e externa, principalmente, levando à Mídia Local, Regional e Nacional propostas de pautas elaboradas e fundamentadas na transformação social oferecida pelos serviços desenvolvidos na Academia;
  • Desenvolver  Veículo de Comunicação dentro da Academia da Luz onde sejam evidenciadas as relações humanas;
  • Trabalhar utilizando o Código de Ética do Jornalismo;
  •  Apoiar a criação do Conselho Brasileiro de Jornalismo, onde haverá avaliação dos profissionais em ação, estabelecendo alicerce para fundamentar o Movimento de Responsabilidade Social da Mídia, onde todo e qualquer jornalista poderá ser avaliado pelo Conselho de Ética Nacional, mediante postura inadequada da profissão;
  • Difundir em todas instâncias pautas que mostrem a união entre comunidade e a liberdade que todo ser humano tem com sua mente, história e vida;
  • Promover encontros com profissionais do segmento para unificar o movimento pela Cultura da Paz;
  • Participar ativamente de movimentos que expandam a Cultura da Paz, desenvolvendo o Banco de Pautas PAZEAR que ofereça sugestões de matérias positivas, com suas respectivas fontes, para os Meios de Comunicação Sociais. Este link será ligado ao site da ONG Academia da Luz;
  •  Desenvolver debates sobre a Educação para Paz, principalmente dentro de faculdades do segmento, onde é formado o jornalista;
  •  Estabelecer contato com Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ) e Associação Nacional dos Jornais (ANJ) para que a Mídia da Paz seja um segmento reconhecido pelos profissionais da área e pelos empresários proprietários de veículos de comunicação;
  • Estabelecer contato com movimentos que tratam da Responsabilidade Social da Mídia;
  • Trabalhar a Comunicação Social ligada à Comunicação Humana Afetiva


Ações PAZEAR – Curto Prazo
Fundamentar a Seção de Comunicação da ONG Academia de Luz para que as ações da instituição sejam referência de pautas e matérias, em mídias local, regional e nacional, que mostrem os caminhos para a transformação social


Ações PAZEAR – Médio Prazo
Participar com artigos, deliberações e/ou intercâmbios com objetivo de unir ações evolucionárias para o Movimento Mídia da Paz, inicialmente com as seguintes entidades:
Federação Nacional dos Jornalistas
Associação Nacional dos Jornais
Ponto de Mídia Livre NOVA E
Instituto Sou da Paz
Movimento Pazeando
Universidade de Uberaba – Seção de Comunicação Social
Universidade Norte do Paraná – Curso de Comunicação Social (comunicação.social@unopar,br) Jornal Na Integra
Agencia Internacional pela Paz


Ações PAZEAR – Longo  Prazo

Após o andamento nas ações educacionais e sociais da ONG Academia de Luz, buscar inserções em Mídias Nacionais e Internacionais, sempre visando o caminho para transformação social








Continuando

O Projeto PAZEAR não tem um fim, será sempre o meio, um caminho, uma proposta aberta para expansão das consciências humanas através do Jornalismo. PAZEAR é um verbo que significa estabelecer a paz e harmonia. Acredito que a paz inicia dentro de nós, por meio de ações significativas visando sempre o interesse coletivo, o amor incondicional, puro e fraterno.

No momento que decidirmos PAZEAR já estamos no caminho da Paz, e esta ação já é o início da mudança. Meu propósito é expandir a Mídia da Paz, este é um pequeno passo, no entanto possível a todos que sabem e querem conjugar esta vibração de amor e união para um Novo Tempo, onde o foco é o ser humano inteiro e não em pedaços.



Referências Bibliográficas

CALDAS, Álvaro. Deu no Jornal. Rio de Janeiro: Editora PUC, 2002
CHOPRA, Deepak. A Paz é o Caminho: acabando com a guerra e a violência. Tradução Claudia Gerpe Duarte. Rio de Janeiro: Rocco, 2006
NOBLAT, Ricardo. A Arte de fazer um jornalismo diário. São Paulo: Contexto, 2002

PAULINO, Fernando Oliveira. Responsabilidade Social da Mídia.Análise conceitual e perspectivas de aplicação no Brasil, Portugale Espanha. Brasilia, 2008

Código de Ética dos Jornalistas, FENAJ, 2007


Desenvolvido pela jornalista Rita Alves (mtb 42923),
com objetivo de expandir a Mídia da Paz