Por favor, preencha a atmosfera com a vibração sublime dos Santos Nomes:
Hare Krsna Hare Krsna Krsna Krsna Hare Hare Hare Rama Hare Rama Rama Rama Hare Hare

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Parábola da Pequena Alma


Parábola da Pequena Alma

"Você pode escolher qualquer Parte de Deus que desejar", disse Eu para a Pequena Alma. "É Absoluta Divindade, experimentando-Se. Que Aspecto da Divindade deseja agora experimentar?"

"O Senhor quer dizer que eu tenho uma escolha?", perguntou a Pequena Alma. E Eu respondi: "Sim. Pode querer experimentar qualquer Aspecto da Divindade em, como e através de você. “

"Está bem", disse a Pequena alma, "Então escolho o Perdão. Quero experimentar meu Eu como o Aspecto de Deus chamado Perdão Total.”
Bem, isso criou um pequeno desafio, como você pode imaginar.

Não havia ninguém para perdoar. Tudo que Eu criei é Perfeição e Amor.

"Ninguém para perdoar?”, perguntou a Pequena Alma, com uma certa incredulidade.
"Ninguém”, repeti. "Olhe ao seu redor. Vê almas menos perfeitas, menos maravilhosas do que você"?
Então a Pequena Alma se virou e ficou surpresa ao ver-se cercada de todas as almas do céu. Elas tinham vindo de um Reino distante, porque souberam que a Pequena Alma estava tendo uma extraordinária conversa com Deus.

"Não vejo nada menos perfeito do que eu!", exclamou a Pequena Alma. "Então, a quem devo perdoar?”
Naquele exato momento, uma alma deu um passo para à frente na multidão. "Pode me perdoar", disse aquela Alma Amigável.

"Pelo quê?", perguntou a Pequena Alma.
"Eu surgirei em sua próxima vida física e lhe farei algo para que me perdoe", respondeu a Alma Amigável.

"Mas o quê? O que você, um ser de Luz Perfeita, poderia me fazer para eu desejar perdoá-la?", quis saber a Pequena Alma.
"Ah", sorriu a Alma Amigável, "sei que poderíamos pensar em alguma coisa."

"Mas porque você ia querer fazer isso?" A Pequena Alma não podia imaginar porque um ser de tanta perfeição poderia querer diminuir sua vibração a ponto de fazer algo "ruim".
"É simples", explicou a Alma Amigável, "porque a amo. Você quer se experimentar como Perdão, não é? Além disso, já fez o mesmo por mim".

"Fiz?", perguntou a Pequena Alma.
“É claro que sim. Não se lembra? Temos sido Tudo, você e eu.

Temos sido o Alto e o Baixo, a Esquerda e a Direita, o Aqui e o Lá, o Agora e o Então. Temos sido o Grande e o Pequeno, o Masculino e o Feminino, o Bem e o Mal. Temos sido Tudo isso.
E concordamos em ser tudo isso, para cada um de nós poder se experimentar como a Parte Mais Grandiosa de Deus. Porque compreendemos que...
Na ausência do que Você Não É, Aquilo que Você É, NÃO É.
Na ausência do ' frio', você não pode ser 'quente'. Na ausência do 'triste', você não pode ser 'alegre', sem um coisa chamada 'mal', a experiência que chama de ' bem' não pode existir.

Se você escolhe ser uma coisa, algo ou alguém oposto a isso tem de aparecer em algum lugar do universo para torná-la possível".
Então a Alma Amigável explicou que aquelas pessoas eram Anjos Especiais de Deus, e aquelas condições Dádivas de Deus.
"Eu só lhe peço uma coisa em troca", disse a Alma Amigável.
"Peça o que quiser! Qualquer coisa", disse em voz alta a Pequena Alma. Tinha ficado empolgada ao saber que poderia experimentar todos os Aspectos Divinos de Deus. Agora compreendia O Plano.
"Quando eu a golpear", disse a Alma Amigável, "no momento em que lhe fizer a pior coisa que poderia imaginar - nesse exato momento... lembre-se de Quem Realmente Sou."
"Ah, eu não me esquecerei!", prometeu a Pequena Alma. "Verei você com a perfeição que vejo agora, e sempre me lembrarei de Quem É, sempre." 



Neale Donald Walsch