Por favor, preencha a atmosfera com a vibração sublime dos Santos Nomes:
Hare Krsna Hare Krsna Krsna Krsna Hare Hare Hare Rama Hare Rama Rama Rama Hare Hare

terça-feira, 26 de junho de 2007

Arcano I


O Mago

O primeiro Arcano está representado pelo mago.

Sobre a cabeça do mago aparece o Santo Oito, símbolo sagrado do infinito.

Este símbolo encerra, define e enlaça as correntes magnéticas da Mente Superior (consciência no sono) com as da Mente Inferior (consciência em vigília).

Tal signo junta ou separa todos os elementos regidos pela energia atômica, quando traçado co m os dedos médio, indicador e polegar sobre a superfície do plexo cardíaco.

PRÁTICA

De acordo com a descrição anterior, sugere-se este exercício:

Retirem da mente toda classe de pensamentos, aquietem a mente, serenem o pensamento e imaginem depois o Santo Oito na forma gráfica que se representa aqui:

Deixem que esta figura se submerja em vossa consciência e adormeçam. A seguir, ponham a mente em branco, sem pensar em nada. Assim, após algum tempo, "despertarão a consciência no corpo astral".

Pois bem, ao se considerar a formação desse signo, ressalta a continuidade de um mesmo braço que fecha um duplo circuito no primeiro risco, enquanto no segundo só fecha um, desviando-se no outro para projetar-se para fora, depois de cortar o signo no mesmo ponto de seu cruzamento central.

Um fecha e o outro abre. Esta é a chave para abrir todas as portas e para cortar todas as correntes formadas pela energia atômica, desde a que temos imaginada e depositada no fundo da consciência até a originária de todas, a qual circula, da mesma forma, no centro da Nona Esfera.

Portanto, suprimir com estes recursos os riscos próprios de toda experiência astral e obter uma saída rápida e perfeita, é, entre outras, uma razão mais que suficiente para que a Ordem Sagrada do Tibete possa afirmar seu lema:

"NADA RESISTE AO NOSSO PODER"

O discípulo, momentos antes de deitar-se para fazer a prática, deve invocar com todo seu coração e com toda sua alma o Grande Regente da Ordem Sagrada do Tibete. O nome do grande Guru é Bagavan Aclaiva.

Esta Ordem, a qual temos a alta honra de representar aqui no México, é a mais poderosa de toda tradição oriental. Compõe-se de 201 membros, sendo que o Plano Maior está formado por 72 brâmanes.

Papus, em seu Tratado Elementar de Ciência Oculta, diz que os verdadeiros Iniciados do oriente são os inscritos nos Santuários Secretos do Bramanismo, porque são os únicos que dão a chave real do Arcano A.Z.F., graças ao conhecimento da língua atlante primitiva, Watan, raiz fundamental do sânscrito, do hebraico e do chinês.

A Ordem Sagrada do Tibete é a depositária genuína do real tesouro do Aryabarta. Este tesouro é o Grande Arcano.

Bagavan Aclaiva vos ajudará a sair em corpo astral conscientemente. Invoquem-no quando estiverem meditando com o Signo Sagrado do Infinito. Uma noite qualquer serão chamados desde o Templo do Himalaia. Ali serão submetidos a sete provas. Ali aprenderão a Ciência Secreta.

Agora, voltemos ao ponto inicial depois de nossa digressão.

O Santo Oito simboliza o Caduceu de Mercúrio e representa os dois cordões ganglionares que esotericamente se enroscam na medula espinhal e que são: Ida e Pingala, as duas testemunhas, as duas oliveiras, os dois castiçais que estão diante do trono do Deus da terra.

Pelo cordão da direita, sobem os átomos solares e pelo da esquerda, os átomos lunares.

Estes átomos solares e lunares levantam-se desde nosso sistema seminal. O fogo do Flagetonte e a água do Aqueronte entrecruzam-se na Nona Esfera, formando o Signo do Infinito.

F mais A igual a C. Fogo mais água é igual a consciência.

Aquele que meditar no Signo do Infinito, utilizará o fogo e a água para despertar a consciência. Assim, explicamos porque as duas testemunhas do Apocalipse têm o poder de profetizar.

"E darei poder às minhas duas testemunhas e elas profetizarão por 1260 dias, vestidas de saco".

Estes são os dois castiçais e as duas oliveiras que estão diante do Deus da terra, como dissemos.

No entanto, a quantidade 1260 adiciona-se cabalisticamente assim: 1 + 2 + 6 + 0 = 9. Símbolo da Nona Esfera.

A Nona Esfera é o sexo. As duas testemunhas têm sua raiz no sexo. Estas duas testemunhas, Ida e Pingala, são os finos canais ganglionares pelos quais ascendem os átomos solares e lunares de nosso sistema seminal até o cálice. Este cálice é o cérebro.

Enche teu cálice, irmão, com o vinho sagrado da Luz.

Assim, explica-se porque o Signo do Infinito aparece sobre a cabeça do mago. Diante dele estão as espadas, as taças e os pentáculos. Ele empunha em suas mãos a varinha mágica que simboliza a medula espinhal.

Quando os átomos solares e lunares fazem contato no osso do cóccix, desperta o Kundalini, a serpente ígnea de nossos mágicos poderes. Então somos devorados pela serpente e nos convertemos em magos excelsamente divinos.


Samael Aun Weor