Por favor, preencha a atmosfera com a vibração sublime dos Santos Nomes:
Hare Krsna Hare Krsna Krsna Krsna Hare Hare Hare Rama Hare Rama Rama Rama Hare Hare

sábado, 15 de janeiro de 2011

A Grande Lição do Tao: Simplismente, Ser!


A GRANDE LIÇÃO DO TAO: SIMPLESMENTE, SER!
(Toques Espirituais de um Amparador Chinês)
 
A estrada da vida é longa...
Assim como é infinito o número de estrelas.
Só o Tao (1) sabe quantas há... Mas Ele não diz.
Porque, talvez, isso não seja tão importante.
 
Mais importante é a vida...
Cheia de Chi (2) no coração.
O Yang e o Yin se mesclando...
O Céu e a Terra dançando entrelaçados.
 
O homem e a mulher são pólos opostos...
Da mesma canção.
Às vezes, dão certo; outras vezes, não.
O que sobra é lição.
 
Nem todos são capazes de aprender.
Muitos odeiam; outros perdoam.
No entanto, o Tao é sempre o mesmo:
Sereno e insondável.
 
Quem se agita, perde o foco.
Quem bate, é fraco.
Quem odeia é doente.
E quem compreende a lição é sábio.
 
Ninguém pode descrever o Tao.
E quem tenta é louco.
Só o Tao compreende o Tao.
Cabe aos homens compreenderem a si mesmos.
 
O infinito não cabe em mentes pequenas e rançosas.
Nem o Tao visita corações vingativos.
Por isso, o Chi de quem odeia é sujo.
E um manto de trevas cobre o Ser.
 
O Chi amarelo faz muito bem para a cabeça (3).
Limpa os pensamentos aflitivos.
E nutre a mente de idéias claras e nobres.
Então, tudo melhora.
 
O sábio carrega uma pérola em seu ventre (4).
E, quando o chão se abre sob seus pés, ele flutua.
Se os homens prestassem atenção nessa lição...
Flutuariam, e jamais sucumbiriam ao que é danoso.
 
Quando seu corpo dorme, o sábio voa, em espírito (5).
E frequenta a assembléia dos imortais no Céu.
Lá, ele aprende sobre os nove mundos siderais.
E, depois, volta contente para casa, agradecido.
 
O homem ansioso e triste não relaxa.
O apego é como um torniquete em sua mente.
Por isso, dorme e não voa; só se debate.
E, assim, deixa de aprender muitas coisas...
 
O bom pastor vela por suas ovelhas.
Assim como os sábios velam pelos que se esforçam.
Eles são irmãos mais velhos dos homens.
E eternos aprendizes doTao.
 
Emoções danosas causam muito mal.
Enquanto os sentimentos nobres curam.
Óleo e água não se misturam.
Amor e egoísmo também não.
 
A raiva ataca o fígado!
E isso atrai os espíritos famintos.
Eles se alimentam do Chi estagnado na região.
E fomentam mais confusões...
 
Cabe aos homens o cuidado com tal situação.
Carregar fantasmas em torno de si mesmo é horrível.
Quem permite isso, causa grandes danos em sua vida.
E passa a viver com o semblante fechado, sem alegria.
 
Por isso, os sábios sempre recomendam a serenidade.
Antes da ação impensada, a ponderação inteligente.
Diante de pequenas coisas, porque grandes explosões emocionais?
A vida segue... E o importante é a lição que fica.
 
Tudo vibra, mas o Tao é sempre sereno.
 
- Tao-Chi (6) –
(Recebido espiritualmente por Wagner Borges – São Paulo, 08 de dezembro de 2009.)
 
P.S.:
Esses escritos são a transcrição do que um dos espíritos do grupo do Tao-Chi me passou extrafisicamente, durante uma das experiências fora do corpo que vivencio durante o sono. Assim que voltei ao corpo denso, corri para digitar o que ele tinha me dito. Naturalmente que está escrito da forma como me lembrei e com o revestimento de minhas próprias palavras, mas mantendo o conteúdo taoísta das idéias dele.
Aliás, esses mentores chineses são muito legais. Ao longo dos anos, tenho aprendido muito com eles, notadamente sobre as saídas do corpo e as práticas bioenergéticas. Mas, o que mais chama atenção neles é o seu bom humor e sua simplicidade. Os caras são bem tranquilos e alegres. E sempre me ensinaram a ter mente aberta e coração generoso.
Ah, quantas vezes eles me levaram fora do corpo, por aí... Sempre em atividades de assistência extrafísica ou de aprendizado em algum lugar. E, em várias ocasiões, também me apontaram coisas minhas, que eu precisava consertar e trabalhar em mim mesmo. Eles sempre me disseram para não valorizar as emoções e coisas transitórias; e me ensinaram a focar o real e a tirar lições das situações. Também me falaram do valor da alegria e da riqueza que é respirar e comungar com o Chi da natureza. E a ver o Tao em todas as coisas e seres, e a jamais desejar o mal de ninguém.
O espírito que me passou esses escritos opera no plano extrafísico e é ligado aos ensinamentos expostos pelo sábio Lao-Tzé no “Tao Te Ching”. Segundo ele, os homens complicam demais as coisas, o que ele acha um absurdo, porque o Tao é tão simples e, por isso, é a Grande Maravilha das maravilhas, a Eterna Urdidura do Princípio Vital. E, quem medita nisso, aprende a lição e faz o amor aparecer no brilho dos olhos.
Aqui e agora, eu agradeço a esses amigos chineses, grandes amparadores extrafísicos (7); e, como não poderia deixar de ser, também agradeço ao Tao, por tudo.
 
Paz e Luz.
 
- Notas:
1. Tao - do chinês - "O Caminho"; "a essência de tudo"; "O Todo".
Na verdade, o TAO não pode ser descrito ou explicado por palavras humanas. Por isso, deixo a cargo do sábio Lao-Tzé uma explicação mais apropriada:
"Há algo natural e perfeito, existente antes de Céu e Terra.
Imóvel e insondável, permanece só e sem modificação.
Está em toda parte e nunca se esgota.
Pode-se considerá-lo a Mãe de tudo.
Não conhecendo seu nome, chamo-o TAO.
Obrigado a dar-lhe um nome, o chamaria Transcendente."
- Lao Tzé - in "Tao Te Ching" – China; Século VI a.C.
2. - Chi - do chinês - força vital, energia.
Dentro dos ensinamentos taoístas, a força vital é polarizada na natureza das coisas em dois aspectos fenomênicos: o Yin e o Yang, as alternâncias do Chi, as polaridades da energia.
3. Quando ele faz referência ao Chi amarelo sobre a cabeça, trata-se de uma prática de visualização criativa, onde a pessoa mentaliza uma massa de luz amarela brilhante irradiando do seu chacra coronário (o mais elevado centro energético, no topo da cabeça), e se espraiando sobre sua cabeça.
O objetivo disso é a limpeza psíquica das formas mentais densas que gravitam dentro do perímetro energético da aura da cabeça. Isso alivia a mente e clareia as idéias. E, se a pessoa fizer essa visualização enquanto cai no sono, noite após noite, com diligência e paciência, poderá experimentar uma melhoria de sua lucidez e memória mais clara das experiências fora do corpo durante o sono.
4. A pérola é uma das referências taoístas para a condensação da energia no tan-tien inferior (também chamado de esfera do elixir interior ou centro de Ching – situado no baixo-ventre)
5. Projeção da consciência – é a capacidade parapsíquica - inerente a todas as criaturas -, que consiste na projeção da consciência para fora de seu corpo físico.
Sinonímias: Viagem astral – Ocultismo.
Projeção astral – Teosofia.
Projeção do corpo psíquico - Ordem Rosacruz.
Experiência fora do corpo – Parapsicologia.
Viagem da alma – Eckancar.
Viagem espiritual – Espiritualismo.
Viagem fora do corpo – Diversos projetores extrafísicos e autores.
Emancipação da alma (ou desprendimento espiritual) – Espiritismo.
Arrebatamento espiritual - autores cristãos.
6. Tao-Chi: Equipe extrafísica de amparadores ligados à atmosfera espiritual do Taoísmo. Originalmente eram duas equipes: a equipe Tao e a equipe Chi. Posteriormente, as duas equipes se fundiram numa só: Tao-Chi.
Esse grupo me passa ensinamentos oriundos do Taoísmo adaptados à realidade ocidental e aos estudos espirituais modernos, notadamente sobre as projeções da consciência – experiências fora do corpo - e os estudos de Bioenergia.
São exímios manipuladores de energia e ajudam a muitos projetores extrafísicos.
7. Amparador extrafísico – entidade extrafísica e positiva que ajuda o projetor nas suas experiências extracorpóreas; mentor extrafísico; mestre extrafísico; companheiro espiritual; protetor astral; auxiliar invisível; guardião astral; guia espiritual; benfeitor espiritual.