Por favor, preencha a atmosfera com a vibração sublime dos Santos Nomes:
Hare Krsna Hare Krsna Krsna Krsna Hare Hare Hare Rama Hare Rama Rama Rama Hare Hare

terça-feira, 11 de janeiro de 2011




ORAÇÃO DE KRISHNA

Ó Vós, infinita e sagrada Presença Divina,
Altíssima Fonte de Toda Vida!
Abençoado seja Vosso Sagrado Nome!
Nós nos prostramos aos vossos pés.
Nós Vos agradecemos.
Nós Vos rendemos Graças.
Nós Vos glorificamos
por Vossa Majestosa Presença no Universo!
Porque Vós sois - EU SOU o EU SOU!

Nós Vos devolvemos, ó Poderoso, toda Força e Poder
que foram usados por nós
na imperfeita manifestação visível ou invisível.
Não existe outro poder alem do Amor Incondicional.
Seja feita a Vossa vontade em nós, agora.

Deixai Vosso Reino de Luz manifestar-se
constantemente na face da Terra,
através de todo o tempo,
nos corações de todos os que são abençoados
e que estão em condições de viver esta graça!

Ó Vós, Altíssimo Bem-Amado!
Elevamos nosso coração,
nossa visão, nossa consciência a Vós.
Deixai a substância do Vosso Próprio Ser
fluir em cada um de nós,
de acordo com as nossas necessidades,
para seguirmos em Vosso Nome
e não haver deficiência em Vosso Serviço.

Pedimos perdão, pelas nossas transgressões
à Vossa Lei de Amor e Harmonia -
para nós e para todas as pessoas,
bem como para as forças dos reinos dos elementais
e do reino da natureza.

Dai-nos, agora, a Vossa Misericórdia.
Com Vossa Força e Vosso Desejo,
queremos perdoar, de nossa parte,
a todos os que nos magoaram,
desde o início dos Tempos!

Não tememos mal algum,
porque estais em volta de nós e dentro de nós.
Não existe Poder além do Amor Incondicional,
nada que possa ferir, destruir ou roubar a Beleza da Vida.
Vós sois a Força e o Poder
no qual trilhamos o caminho da prestação de contas.

Ó Pai da Luz, glorificai-nos em Vosso Próprio Ser
e mostrai-nos toda a Glória
da qual no começo participamos Convosco,
antes que o mundo fosse feito.
Assim Seja, Assim é, Amém, Aum , Om .

Segundo o Vedas, escrituras sagradas da tradição hinduísta, três são as divindades supremas do Universo: Brahma, Shiva e Vishnu. Brahma é o Criador, Shiva é o transformador e Vishnu é o conservador.

A cargo de Vishnu está a preservação e alimentação do universo. Sua consorte é Lakshimi, a deusa da prosperidade e abundância.

De acordo com o hinduismo, Vishnu encarnou na Terra nove vezes: as três primeiras foram em forma de animais, a quarta uma mescla de animal e homem e as demais na forma humana, a saber: Vaman, Parshuram, Rama, KRISHNA E BUDA.

Krishna, oitava encarnação de Vishnu, talvez pela sua eterna juventude, beleza, alegria e sensibilidade é a deidade mais venerada na Índia. Fonte da Criação, Conhecimento, Ação e Devoção.

O auge da sua transcendência é quando pronuncia seu sermão, “o Bhagavat Gita”, um dos principais episódios da epopéia do Mahabharata. É quando Krishna nos ensina que a senda que leva o discípulo a elevar-se da sua limitada consciência humana, não é pelo agir, nem tão pouco pelo não agir. Mas sim pelo reto agir, quando se liberta do falso agir. E que há apenas dois caminhos para a libertação: O caminho da Sabedoria e o Caminho da Ação. Entretanto, esses dois caminhos são um só: ninguém se liberta da escravidão do seu agir pelo fato de não agir. Quem é extremamente inativo, mas cede a desejos internos, esse ilude a si mesmo. Mas aquele que alcança perfeito domínio sobre os seus sentidos e realiza todos os atos externos, ficando totalmente desapegado deles, esse homem possui a Sabedoria. Toda ação que não for praticada como um ato divino redunda em escravidão. Mas quem habita o céu do EU SOU, esse não mais age por dever, pois já não é ele que age, uma vez que, todos os motivos pessoais deixam de existir.



Mensagem soprada por Helena do Mensageiros do Vento