Por favor, preencha a atmosfera com a vibração sublime dos Santos Nomes:
Hare Krsna Hare Krsna Krsna Krsna Hare Hare Hare Rama Hare Rama Rama Rama Hare Hare

sexta-feira, 8 de abril de 2011

Água Matriz

Água Matriz
- Outra ajuda -


Esmeralda Rios e Vitorino de Sousa
www.velatropa.com/uc



Por favor, leia atentamente todos os itens deste texto.



Método de preparação

Passo 1
Recolha-se num ambiente tranquilo e leve consigo uma garrafa de água mineral de meio litro. Faça o seu ritual habitual de concentração, como quando se prepara para meditar e, numa folha de papel, escreva sucintamente, em duas ou três linhas, a sua intenção, diríamos, o seu «desejo» ou «vontade». Comece por escrever o seguinte:


Meus Amigos, co-crio a eliminação de (*)


Depois – e nunca se esqueça deste detalhe, em qualquer outra co-criação[1] que venha a fazer posteriormente -, acrescente:


Que sejam removidas todas as resistências relacionadas com este tema.
Que, simultaneamente, eu seja preparado/a para beneficiar dos resultados. Muito obrigado.


(*) - Como assunto da co-criação, para além do tema que a sua vontade lhe ditou, tem ainda duas vias essenciais, que, no futuro, pode utilizar. Aqui deixamos alguns itens, apenas a título de exemplo. Sinta-se à vontade para acrescentar outros:
1) Características da sua personalidade pessoal: Por exemplo: compulsões, medo, insegurança, timidez, vícios, dependências, desenvolvimento da intuição, ciúme, insegurança, inveja, raiva, avareza, mentira, compaixão, ternura, firmeza, discernimento, perdão, aceitação, falta de auto-estima, sensibilidade, saneamento de relações com familiares, amigos e conhecidos, etc. Também pode optar por sintomas físicos, caso existam. Se assim for, não co-crie a eliminação do sintoma em si, mas o que, metafisicamente, está na sua origem. Lembre-se que o sintoma não é a causa, mas o efeito de uma causa que se encontra noutro nível.
2) Características gerais da Humanidade. Por exemplo: purificação do padrão da sexualidade (impotência, frigidez, desinteresse, compulsão, animalidade, luxúria, etc.). Cancelamento de memórias celulares de experiências traumáticas, desta e de outras vidas. Reequilíbrio dos padrões da matriz masculina e/ou feminina. Preparação para sustentar a vibração da Energia Matriz[2], etc. Em relação aos temas escolhidos para programar a Água Matriz, relembramos aqui o ponto 5 do Código da Co-criação: «A co-criação não tem excepção nem limites. O co-criador pode expressar a intenção de vir a beneficiar seja do que for, físico ou metafísico. Contudo, a natureza das intenções que verbaliza (mais básicas ou mais elevadas) dependerão do seu grau de consciência.»


Passo 2
Depois de escrita a sua intenção, segure na garrafa com ambas as mãos, aprofunde o seu grau de concentração e leia – da forma mais convicta possível – o que escreveu.

Passo 3
O passo seguinte é embrulhar a garrafa nessa folha de papel e enterrá-la, durante uma semana. O objectivo deste procedimento é dar tempo para que a água absorva a Energia Matriz irradiada pelo planeta, a fim de aumentar a capacidade de satisfazer a sua intenção.

Passo 4
O ideal será enterrar a garrafa num chão de terra ou areia. Não sendo viável, use um vaso ou outro recipiente (de barro, madeira, plástico ou qualquer outro material), que encherá com terra. Evite deixar esse recipiente dentro de casa; encontre uma maneira de o pôr ao ar livre. Cuide para que a garrafa fique totalmente coberta de terra, a tampa inclusive.

Passo 5
No mesmo dia da semana seguinte, desenterre a garrafa, verta o seu conteúdo num garrafão de 5 litros de água mineral, misture bem e passe a tomar, diariamente, uma garrafa de meio litro. Evite beber mais de meio litro por dia. Se costuma ingerir muitos líquidos diariamente, sugerimos que perfaça a sua cota diária com água mineral comum, chá, etc.

Não há qualquer inconveniente em preparar Água Matriz, de forma continuada, com a mesma ou com outra intenção.

Preparação da Água Matriz com a mesma intenção: Se pretender continuar a tomar Água Matriz preparada com a mesma intenção, sugerimos que só programe nova garrafa dois dias depois de ter esgotado o primeiro garrafão. Contudo, evite trabalhar a mesma intenção durante muito tempo. Façamos contas devagar: ingerindo meio litro por dia, beberá os 5 litros em 10 dias; se a estes 10 dias juntar os 2 dias de espera e os 8 dias de preparação do garrafão seguinte, perfaz 20; se a estes 20 juntar os 10 dias de ingestão (meio litro/dia) do segundo garrafão, temos 30 dias. Ou seja, um mês. Todavia, como só deve preparar dois garrafões por cada intenção, deduz-se que andará a trabalhar cada intenção durante dois meses. Chegado aqui, ao fim de dois meses, tem duas possibilidades: 1) fazer uma pausa e retomar o processo, quando sentir que é oportuno ou necessário; 2) se pretende continuar a tomar Água Matriz, desta vez programada com outra intenção, atente no seguinte:

Preparação da Água Matriz com outra intenção: Neste caso, após ter esgotado o último garrafão, aconselhamos uma pausa de, pelo menos, 30 dias até proceder a outra programação.


Recomendações e outros esclarecimentos

- Na nossa opinião, em relação a outros tipos de água, a Água Matriz tem a vantagem de ser você a prepará-la de raiz. Ou seja, conhece a base de onde partiu e, por isso, sabe o que está a beber.

- O processo de preparação da Água Matriz pode ser retomado sempre que achar conveniente, em qualquer altura e em qualquer dia da semana. É como se fosse uma ferramenta que guarda em sua casa e que usa quando se torna necessário.

- Convém preparar apenas um garrafão de cada vez, para ter a oportunidade de, sem ansiedade nem expectativa, se ir apercebendo dos resultados. Ou seja, não programe Água Matriz com outra intenção, enquanto estiver a beber a que preparou.

- Evite beber a água da garrafa de meio litro, que programou com a sua intenção. Ou seja, não se esqueça de fazer a diluição para os 5 l do garrafão. Uma amiga distraiu-se, bebeu a água da garrafa com que fez a programação… e teve de ir ao hospital devido a uma subida brusca da tensão arterial! Não quer dizer que isto vá acontecer consigo, mas mais vale prevenir.

- É aconselhável que só você beba a Água Matriz que preparou, pois a intenção com que programou a água é específica da sua conjuntura de vida. Se outras pessoas moram na mesma casa, peça-lhes para terem o cuidado de não se servirem da água «daquele» garrafão.

- Abstenha-se de preparar Água Matriz com uma intenção referente a outra pessoa, mesmo que ela lhe peça. O processo é individual. Será preferível ensinar essa pessoa a fazer a preparação. Neste sentido, pode distribuir este texto por todos os meios ao seu alcance, a quem possa estar receptivo a esta extraordinária ferramenta de trabalho, que nos foi facilitada pelos nossos Amigos Mais Leves.

Reacções possíveis da ingestão de Água Matriz

- Não se preocupe se, durante o período de toma, ou nos dias seguintes a ter terminado a ingestão da Água Matriz, sentir algum tipo de perturbação ao nível da tensão arterial, do ritmo de sono, do apetite, do aparelho digestivo, da disposição anímica, ou qualquer outro sintoma inesperado, pois trata-se de uma breve reacção do organismo. ATENÇÃO: não estamos a dizer que você vai passar por essas experiências; estamos a referir algumas situações que ocorreram connosco e com outras pessoas, que já conhecem e praticam este método. Eis um excerto de uma testemunho que recebemos: «Enquanto bebi a Água Matriz que preparei, sofri de dores nas articulações, principalmente nos joelhos, que, durante a noite, me levavam a fazer co-criação verbal para o alívio das mesmas, o que acontecia de imediato.»

- Segundo a nossa experiência, as reacções, no caso de se manifestarem, costumam durar, no mínimo, umas horas; no máximo 3 ou 4 dias. No entanto, se notar que reacção persiste, sugerimos que reduza a quantidade de Água Matriz que ingere diariamente.

- Se nada ocorrer, se não detectar nenhuma alteração relacionada com a intenção com programou a água, tal não significa que andou a beber apenas para matar a sede; significa que as mudanças se processaram num nível do ser não abrangido ou alcançado pela consciência do ser terreno. 


Um pedido

Gostaríamos de lhe pedir o seguinte: à medida que vai tomando a água, tome nota dos acontecimentos e alterações. Depois, no final do processo, envie-nos (vitorino@velatropa.com) um pequeno relato do que se passou consigo e das suas conclusões. Por exemplo: «Sei que tenho de ter paciência com o que se passa comigo, pois que estou a beber a Água Matriz e estou cheia de alergias nas mãos e pernas. Mas aceito porque sinto que o meu corpo está a ficar mais leve, como que a depurar.»

Procurámos ser o mais explícitos possível. Contudo, se, mesmo assim, lhe surgir alguma dúvida, pode usar o mesmo endereço para contactar connosco. A resposta à sua dúvida poderá enriquecer este documento. Muito obrigado.


¤

Código da Co-criação

1) Co-criação é a capacidade de o co-criador alterar a sua realidade, com a colaboração do Espírito. As situações e as sincronicidades criadas, que o co-criador nunca experimentaria de outra maneira, são obtidas através da simples declaração, em voz alta, de uma intenção.

2) Co-criar implica ser capaz de aceitar, no coração, o resultado da intenção verbalizada, e não ter medo de beneficiar da resposta recebida – mesmo que a mente racional a deteste ou rejeite.

3) Co-criar é o fim da necessidade de pedir; é a aproximação do co-criador à sua própria Essência declarando vontades com intenção pura. Co-criar é requisitar o que já existe, uma vez que o universo não cria nada, apenas concretiza potenciais, desde sempre existentes.

4) Ao co-criar, o co-criador mobiliza os Amigos interdimensionais, deixando de interpor resistência à suave fluência da vida.

5) A co-criação não tem excepção nem limites. O co-criador pode expressar a intenção de vir a beneficiar seja do que for, físico ou metafísico. Contudo, a natureza das intenções que verbaliza (mais básicas ou mais elevadas) dependerão do seu grau de consciência.

6) O poder da co-criação não deve ser usado para prejudicar outra pessoa ou para prever o futuro.

7) O co-criador deve co-criar pondo firmeza na declaração verbal. Uma co-criação verbalizada com dúvida não gera os resultados pretendidos; verbalizada com insegurança não proporciona a certeza da resposta; verbalizada com intenção pura, dificilmente falhará. É só uma questão de tempo.

8) Se o co-criador sente que co-cria com insegurança, deve começar por verbalizar a eliminação desse factor condicionante.

9) A função do co-criador não se limita a iniciar o processo verbalizando uma intenção; terá de fazer a tua parte ao longo do processo. A energia é sempre devolvida para que ele dê o passo seguinte. A co-criação co-responsabiliza-o; se não fizer a sua parte, os resultados dificilmente surgirão.

10) O co-criador só pode co-criar para si. Se alguém precisar de ajuda, em vez de co-criar o seu restabelecimento, o co-criador pode ensiná-lo a co-criar ou enviar-lhe energia através de uma visualização.

11) O co-criador deve saber que os pilares básicos da co-criação são:

  1) A intenção de escolher o que pretende
  2) A determinação que mantém nessa escolha;
  3) A verbalização convicta da intenção escolhida;
  4) A aceitação da colaboração dos Planos Superiores;
  5) A realização da parte que lhe compete;
  6) Não ter expectativas quando à natureza e ao prazo de chegada dos resultados.

Existem, porém, algumas situações que poderão contribuir para que uma co-criação não se concretize no prazo desejado:

- O co-criador não está preparado para lidar com os resultados pretendidos. Neste caso, entra num período de preparação, de duração indeterminável.

- O processo está parado porque o co-criador não fez a parte que lhe compete;

- Falta de tempo de serenidade e silêncio para ouvir as respostas;

- O co-criador verbalizou a sua intenção com falta de convicção; - Há muita ansiedade em relação ao momento da chegada dos resultados;

- A solução que o co-criador gostaria de ver aplicada impede que a solução superior se manifeste;

- O co-criador não decretou a eliminação de todas as resistências à concretização da verbalização efectuada.


¤

O que é a Energia Matriz

Falamos da vibração arquetípica do Universo Luz/Amor, onde nos encontramos e do qual fazemos parte. É, assim, a energia que o «Pai» e a «Mãe» - a Fonte - recebida da Grande Fonte. Tal como nós fomos criados à imagem e semelhança da nossa Fonte, também ela foi criada à imagem e semelhança da Grande Fonte. Esta é vibração a que todos nós devemos a existência e que nos permite viver em absoluta paz, desde que nos preparemos para ser um veículo da sua irradiação. Daí que a aplicação da Energia Matriz a qualquer pessoa seja, acima de tudo, uma abertura do centro cardíaco através da deposição de um «vírus de amor», que lhe permitirá libertar-se mais facilmente dos seus condicionamentos. A tarefa desta irradiação é abrir caminho para uma nova estrutura genética, ou seja, um novo conjunto de potencialidades para os seres humanos. A Energia Matriz está a ser intensificada progressivamente, a nível planetário, porque chegou o tempo de repor, na Terra, a sua matriz original. Mas tal só será possível se cada um de nós tomar a decisão de investir numa profunda transformação das atitudes individuais. Já que falamos de decisão, um bom ponto de partida é usar o livre arbítrio sadiamente para optar pela Entrega Total. Respondendo sinceramente a esse questionário – a que chamamos Código da Entrega Total – o leitor poderá ficar com uma ideia do que tal implica.


Código da Energia Matriz

1) O Reino da Energia Matriz integra a tríada do chamado Universo/Luz – Lúcifer (L), o «Pai»; Yasmin (Y), a «Mãe» e o «Filho» (S), Sananda. Ou seja, LYS.

2) No Reino da Energia Matriz, a Luz é um atributo do «Pai» e o Amor é um atributo da «Mãe». Mas também podemos dizer o Amor do «Pai» e a Luz da «Mãe» pois são aspectos diferentes da mesma Fonte.

3) Como chegou o tempo de reinstalar, na Terra, definitivamente, o Reino da Energia Matriz, esta vibração primordial está a ser intensificada.

4) Quando se fala de reinstalar o Reino da Energia Matriz na Terra, não se fala de perdão, fala-se em saber quem está em condições de aderir verdadeiramente a essa realidade.

5) O planeta Terra é o planeta da Energia Matriz, pelo que o regresso físico de Sananda visa reclamar, com toda a intensidade das suas capacidades e poderes, o Reino do «Pai».

6) O cerne do padrão do Reino da Energia Matriz é a capacidade de aceitar, incondicionalmente, todos os tipos de existências, civilizações, criaturas e formas de expressão.

7) A Energia Matriz, ao ser projectada sem ódio, sem negatividade ou medo, cancela e anula qualquer outra vibração ou matriz vibracional.

8) A Energia Matriz é o antídoto natural para a guerra, a intolerância e a incompreensão.

9) A Energia Matriz, por ser a conjunção dos atributos do «Pai» e da «Mãe», é a guardiã do desenvolvimento e da ampliação da consciência. É, pois, a base da ascensão.

10) Em contacto com a Energia Matriz desaparece todo e qualquer tipo de negatividade gerado pela falta de consciência.

11) O âmago de qualquer ser humano é um embaixador na Energia Matriz na Terra.


¤


Muito obrigado pela atenção que dispensou à leitura deste texto.