Por favor, preencha a atmosfera com a vibração sublime dos Santos Nomes:
Hare Krsna Hare Krsna Krsna Krsna Hare Hare Hare Rama Hare Rama Rama Rama Hare Hare

sexta-feira, 22 de abril de 2011

Este é o momento


         A cada passo na trajetória da vida, somos defrontados por desafios e problemas para os quais desejaríamos outra hora para enfrentá-los.
         Falamos sempre que as dificuldades estão chegando ao momento inadequado ou que não estamos preparados para elas. Dessa forma desperdiçamos grandes oportunidades junto a entes amados porque imaginamos que estaremos sempre ao lado deles.
         Adiamos o momento da felicidade e de sua vivência sempre para um dia no futuro que não permitimos se concretize porque, quando volta a ocorrer novamente não nos encontramos preparados para desfrutá-lo como deveríamos.
         Gestos de afeto adiado para outro mês. Conversas fraternas substituídas por tolices sociais. O crescimento dos filhos que se perde no cipoal das preocupações menores. Corações que se necessitam de afeto compartilhado, mas que se mantêm famintos porque não se alimentam nem se oferecem, pois o agora está cheio de exigências que impedem um ato de amor, um momento de afetividade, uma demonstração de sentimento.
         Filhos que deixam os pais velhinhos por longo tempo sem serem visitados, mas, no entanto, a correria do dia-a-dia não os impedem de freqüentar clubes, festas, participarem de torneios sociais absolutamente inúteis para as coisas do coração.
         Pais que se envolvem em rotinas estressantes com a desculpa de que precisam sempre de mais e mais recursos para o bem-estar dos próprios filhos, e assim não percebem que os pequenos já estão nas fases difíceis do amadurecimento da adolescência, buscando o aprendizado fora do lar, nos conceitos equivocados dos amigos mal intencionados ou mal orientados.
         Cônjuges que se entregam a uma rotineira forma de viver na qual a união se transforma numa justaposição de corpos sem qualquer aproximação interior dos corações.
         O MOMENTO É AGORA, e se perdermos a oportunidade, as conseqüências de tal descaso serão colhidos como lágrimas e amarguras por termos desfrutado das alegrias que estavam ao nosso lado sem que as valorizássemos.
         VIVAMOS HOJE COMO SE FÔSSE O ÚLTIMO DIA, para não corrermos o risco de descobrirmos que as criaturas que estavam ao nosso lado eram muito mais importantes em nossa vida do que supúnhamos.


Texto extraído do livro: “Jesus no teu caminho”
Psicografado pelo médium: Andre Luiz Ruiz
Pelo espírito: Publio