Por favor, preencha a atmosfera com a vibração sublime dos Santos Nomes:
Hare Krsna Hare Krsna Krsna Krsna Hare Hare Hare Rama Hare Rama Rama Rama Hare Hare

domingo, 24 de abril de 2011

AS SETE INTELIGÊNCIAS DIVINAS



Todos os seres humanos possuem todas as inteligências, pois fazemos parte de um TODO, uma conexão com a mente divina que emana todos os potenciais para a manifestação da vida como conhecemos e além. Porém, dentro do plano da perfeição divina e da organização setenária do universo existem dons ou talentos naturais, que fazem parte especializada da inteligência integral de nossa consciência. Através desta característica específica e serviço especializado, pode-se contribuir com os demais, concentrando seu tempo no aperfeiçoamento deste potencial nato.
Todas as criações intelectuais manifestas em nosso plano físico estão associadas a três formas básicas de energia, uma trindade que sempre pode ser analisada através de nossa expressão viva como seres humanos, o pensene. Nossos pensamentos, sentimentos e energia formam uma trindade indissociável na manifestação física, a expressão de nossa consciência no atual nível evolutivo se dá através destes pensenes.
Para a construção didática da idéia que pretendemos estudar juntos, é interessante analisarmos esta trindade com mais detalhes. Para podermos identificar como realizar a fusão de todas as inteligências em uma unidade viva, expressão da onipotência, onisciência e onipresença, caracterísiticas que definem o filho, feito à imagem e semelhança do Pai.
Estes três planos intelectuais básicos do ser humano estão unidos por um elemento comum, a energia. Os três planos são compostos pela mesma essência de todo o cosmos a energia, que apenas varia seu grau de sutileza e dimensão de vibração. O plano mental destes é o mais sutil, que tem o maior potencial pois é o topo de nossa pirâmide consciencial humana. Neste plano realizamos a conexão com o raio da mônada, que é nossa presença individualizada de Deus.
O grande mestre Platão, ensinou sobre esta tridotação a qual descrevia da seguinte maneira. Nosso corpo se dividia em três partes básicas. A parte baixa do ventre era relacionada com os instintos animais e sobrevivência. O centro do corpo, o coração era a sede dos sentimentos. Para a vibração superior do corpo, Platão ensinava que existia um plano mental absoluto que ficou conhecido como mundo das idéias.
 


Nossa principal meta em desenvolver os potenciais intelectuais divinos é ancorar em nossa personalidade física a energia crística. Precisamos então preparar-nos também intelectualmente para facilitar a transmutação de nosso corpo físico, em um templo onde habite o CRISTO. Para que possamos cumprir esta missão devemos despertar a chama trina em nosso coração.
A Chama Trina é a união de três chamas: azul, dourada, rosa. A Chama do Cristo dentro do coração encarna as mesmas qualidades de amor, sabedoria, e dá poder àquela manifestação no coração conhecida como o Cristo Pessoal.


A chama trina demonstra exatamente quais potenciais devemos ancorar e como atingir o equilíbrio, permitindo a plena manifestação física da unidade divina que realmente somos.
A trindade descrita por todas as religiões é a mesma que esta chama trina e expressa os três atributos básicos que definem nossa concepção humana de Deus.
A onipotência é o aspecto de Deus relativo ao poder supremo. Como Deus é a causa de toda a manifestação tem poder absoluto para realizar qualquer coisa. Este poder representa a chama azul, o aspecto criador que no hinduismo é chamado de Brama, o A do mantra AUM. Atualmente o raio azul é emanada a nós seres humanos principalmente pelo centro de Miz tli tlan.
A onisciência divina é representada pelo Espírito-Santo, que representa a frequência feminina mãe de tudo. A sabedoria absoluta, consciência plena é a característica definida pelo raio dourado da sabedoria e da iluminação, este raio está ancorado plenamente no centro de Miz Tli Tlan e é irradiado para nós através dos espelhos de Mirnajad.


A onipresença divina é representada pela manifestação de seu filho único, o amor. Cristo é o amor, e aqueles que encarnaram esta energia perfeita o fizeram através da completa unificação da chama trina. No caso do amor ela é representada pela chama rosa. A chama Rosa sintetiza as demais chamas dos sete raios em sua função de manifestar o amor através da harmonia, verdade, devoção e expansão da consciência. Este raio está especialmente potencializado pelo Centro de Erks.
O perfeito equilíbrio desta tridotação divina é a chave para a expansão da consciência ao nivel de facilitar a transmutação de nosso corpo físico no templo do Cristo.
Assim compreendemos como a inteligência suprema cria suas três manifestações através da energia do amor. Este amor supre todas as necessidades materiais do homem, nutrindo o ser humano com o poder de controlar o plano físico e viver em harmonia. O amor é manifesto também através da chama dourada da sabedoria que permite que utilizemos nossa mente conscientemente, recebendo a iluminação e o conhecimento das leis superiores que envolvem o plano da alma e da mônada.
Através desta iluminação do Espírito-Santo da sabedoria, ocorre a transmutação do templo físico para ancorar definitivamente a energia do amor incondicional. Para isso é necessário grande purificação e entrega, onde a alma e a mônada assumem completamente a manifestação da matéria física, libertando a consciência das ilusões da personalidade, o nosso ego humano.
“A chama dentro do coração é seu enfoque pessoal do fogo sagrado. É sua oportunidade para se tornar o Cristo. É o potencial de sua Divindade esperando para estar dentro de sua humanidade. É comumente denominada Chama Crística, uma incorporação da atividade do Santo-Ser-Crístico que Jesus chamava: " O Pai em Mim".”
Para que possamos vivenciar todo o potencial, sabedoria e amor divinos, precisamos trabalhar conscientemente com nossos raios de criação, nos afinizando com a luz que somos.
Como o equilíbrio perfeito e expansão da chama trina em nossos corações, servimos ao todo com alegria, amor e gratidão.
Na fusão das três chamas, unimos os potenciais destes três planos manifestos, fundindo corpo-alma-mente em um só Espírito-Santo, que torna o templo físico consagrado e pode receber o CRISTO. Isto ocorre através da fusão das três chamas que é representada pela chama violeta.
A chama violeta é a ponte de acesso à lei superior da transmutação que pode alterar qualquer coisa no plano da matéria, que inlcui os planos físico, emocional e mental inferior. É através da irradiação da chama violeta para nosso planeta, que o bem amado mestre Saint Germain e demais servidores do sétimo raio, facilitam a purificação dos veículos mais densos para serem transmutados em novos corpos de luz. Esta é a tarefa da iluminação, viver plenamente a luz, transmutar o corpo, a mente e a alma na vivência plena do Espírito do UM.

Plano Físico

O plano físico como o conhecemos é regido por uma série de leis que organizam o plano material. As alterações físicas que estão ocorrendo no planeta tem a finalidade de equilibrar o campo eletromagnético da terra. Por este motivo temos visto tantos terremotos, furações e tsunamis. Estes eventos fazem a limpeza dos campos vibratórios mais densos e vão permitir que a terra e a humanidade como um todo acessem novos padrões de energia e vibração.
Nossa interação com o plano físico ocorre através de nosso cérebro que analisa, registra e utiliza as informações oriundas da percepção de nossos cinco sentidos físicos.
O plano físico está ligado à nossa personalidade humana, o ego desta presente encarnação. Seus aprendizados são diretamente ligados com a experiência e vivência, sendo reflexos condicionados das percepções dos sentidos materiais. É através desta inteligência de operar no plano físico que podemos obter a saúde perfeita, a prosperidade material e a abundância de tudo que é relacionado ao plano físico manifesto. Toda esta manifestação é manifesta em nosso cérebro físico através do hemisfério esquerdo, que representa a polaridade masculina, que nos dias de hoje torno-se secundária no processo evolutivo. A energia da sabedoria e amor está sendo irradiada para a humanidade como um todo através do raio dourado, e da polaridade feminina da hierarquia localizada em Miz Tli Tlan. O modelo consciencial de polaridade masculina, sediados em Shamballa no Tibet, já deixou de ser o regente de nossa evolução no plano físico. A partir de Miz Tli Tlan recebemos as energias do primeiro raio, o poder divino de manifestar as mudanças em nosso corpo físico e em toda a realidade material.
Para realizar nosso aprimoramento intelectual no plano físico, precisamos desenvolver nosso sistema congnitivo como um todo. Como referência de estudos para o plano físico, vamos estudar a teoria das múltiplas inteligências propostas por Howard Gaerdner, que fala sobre as sete inteligências básicas identificadas nos seres humanos e que estão relacionadas diretamente com o aprendizado do plano físico.


Plano Emocional

O plano emocional refere-se há uma dimensão mais elevada que vibra numa frequência mais sutil, denominada por muitos como palno astral. O plano astral realiza a conexão de nossa alma com o plano físico. É através da libertação e transmutação de todas as emoções, que ocorre a unificação de todas as energias no amor incondicional, a manifestação plena do filho de Deus.
Os aprendizados que ocorrem no plano emocional refinam e purificam nossas emoções, capacitando a consciência a perceber níveis cada vez mais sutis de energia. Esta vivência é possível através da expansão da chama rosa em nosso coração, que facilita todas as atividades inteligentes dos demais chacras, expandindo a percepção sobre a nossa natureza divina.
No plano emocional está a chave para a libertação e ascensão, por que através da libertação total das variações emocionais, se obtém a percepção e vivência plena do amor incondicional. Assim que nos libertamos de todas as experiencias vivenciadas pelos níveis emocionais, atingimos o equilíbrio e harmonia interior, facilitando a expansão da atuação da vibração dos corpos superiores de luz.
Para que possamos nos purificar e elevar os níveis vibratório no plano emocional, precisamos estar conscientes dos registros akáshicos que contém todas as informações vivenciadas em existências passadas. Para que isso ocorra precisamo nos afinizar com o raio da alma, que irradia todas as qualidades divinas que facilitam o processo de transmutação da personalidade e sua fusão com o plano de alma.
Hoje em dia existem muitos estudos sobre o que chamamos de inteligência emocional, que na proposição deste livro será analisada em sete aspectos, cada um trabalhando o aprimoramento de uma das sete qualidades ou inteligências divinas que são a essência do cristo.

Plano Mental

O plano mental é o mais elevado dos planos vibratórios manifesto no plano físico, responsável pelo nosso pensamento humano, conhecido como campo mental inferior, onde expressamos esta rede de pensamentos de maneira individualizada. Atuamos neste caso como um aparelho de televisão, que capta as frequências em um canal e forma as imagens e sons. Da mesma forma, nós agimos como um aparelho, canalizamos estes pensamentos do campo coletivo.
Os pensamentos são muito sutis e variam de natureza com grande facilidade. Podemos optar por observar o mesmo fato de inúmeras maneiras, e tudo isso vai depender de como está nosso campo vibracional, que vai captar as energias que vibram na mesma frequência.
Refinar nossa vibração e purificar nossos veículos de manifestação é a melhor forma de desenvolver nossos poderes intelectuais do plano mental, a verdadeira chave de conexão de nossa personalidade com a alma, e de nossa alma com a mônada, acessando os níveis superiores do plano mental.
O plano mental humano atua de forma concreta e analítica. O raio regente de nossa mente auxilia na saúde mental, que facilita a expansão consciencial e a perceção das realidades superiores. Através do conhecimento e discernimento, podemos acessar novos níveis de lucidez, sendo assim o plano mental, uma ponte para a ligação com o SER.
Através da completa dissolução do campo mental inferior ocorre a fusão com os níveis superiores de energia e consciência. Este processo é apoiado pelo raio da mônada, que fortalesce nossa energia para que nossas qualidades divinas sejam manifestas no plano físico, através do pensamento, idéias e insigths.
Para enriquecer este livro com novas informações, compatilho minhas hipóteses sobre novas inteligências que são vivenciadas pelas crianças índigo, que em sua fusão e expansão forma a consciência cristal. Estas sete inteligências são a chave para a conexão com os níveis intelectuais da mente divina.
 
As Sete Inteligências divinasAtravés dos sete raios básicos da manifestação de luz em nosso planeta irradiam-se sete energias que organizam e nutrem nossas vidas como seres humanos. Portanto sempre temos como analisar a vida através de sete pontos de vista básicos, guiados pelas inteligências natas de cada raio da manifestação.
Para que possamos nos elevar e expandir a consciência em sua integralidade, precisamos desenvolver cada uma destas sete inteligências potenciais nos três planos, mental, emocional e físico. Esse desenvolvimento integral, vai ser sintetizado em uma sabedoria de alma, que podemos chamar de inteligência espiritual, que é universal, e diz respeito aos corpos superiores, que evoluem de acordo com leis espirituais mais avançadas.
As inteligências divinas que estão aqui propostas são uma reunião de três energias diferentes, que são emanadas pelos raios relativos aos planos mental, emocional e físico, para que seja feita a unificação de todas estas energias. Uma vez que todos os níveis estão alinhados, ocorre a expansão da percepção consciencial para o nível do CRISTO, o núcleo consciencial que está realizado no amor, totalmente lúcido sobre o que pensa, o que sente e o que faz.


Para que possamos expandir cada uma destas inteligências, precisamos comungar os potenciais de cada raio de luz, compreendendo através da experiência direta o que é a alma, a programação existencial que envolve sua vida. Nesta unificação e vivencia plena destes setes níveis de intelectualidade despertam e nutrem cada partícula de nosso SER.
Para que esta sabedoria integral oriunda dos sete raios, as sete inteligências divinas, seja ancorada totalmente em nosso templo físico, precisamos promover o desenvolvimento desta tridotação intelectual. Precisamos nos dedicar na fusão de mente-alma-corpo, através da vivência plena de nossos potenciais divinos emanados pelos raios da criação, o potencial pleno da inteligência espiritual totalmente desenvolvida.
Recomendo o estudo do livro AS SETE LEIS ESPIRITUAIS, de Deepak Chopra. Este livro contém ensinamentos fundamentais para o resgate da consciência em nível espiritual, uma síntese destes planos materiais que explicamos e também dos níveis cósmicos. Através da vivencia diária das leis espirituais nos conectamos de maneira prática e simples com uma rede de consciências que trabalha pela evolução da humanidade.



SER o poder ilimitado

A primeira inteligência divina é ser consciente que somos seres com um poder ilimitado. Esta inteligência é desenvolvida através do conhecimento e aplicação plena da lei espiritual da potencialidade energética do campo de vibração de nosso planeta.
Vivemos em um universo que é pura energia. Esta energia se manifesta em diversos níveis de frequência e vibração, formando um grande “oceano de energia”, fonte de todas as possibilidades de manifestação. Ao ancorar esta inteligência espiritual, a fusão da tridotação intelectual dos seres humanos, assumimos o total comando da vida, podendo prosseguir com pleno poder sobre os fenômenos da matéria.
Esta onipotência é o primeiro aspecto da trindade e deve ser desenvolvida em toda sua potencialidade. Para que esta manifestação seja realizada em sua vibração mais pura e elevada, precisamos acessar os níveis de energia da fusão da tridotação consciencial.

Inteligência Cinestésica

Para a compreensão das inteligências físicas, devemos estar conectados com as energias do primeiro raio de luz, que nos confere o poder. Neste caso, a cinestesia é relativa à todos os aprendizados cognitivos de nosso cérebro físico. Tem relação direta com a coordenação motora geral, e os portadores desta inteligência natural são grandes atletas, pilotos, dançarinos e demais seres que expressam o amor através do corpo.
Esta inteligência humana é condicionada há milhares de anos, pois está diretamente ligada à sobrevivência. A destreza física é uma habilidade fundamental para sobreviver e evoluir. Sendo assim esta inteligência é algo fundamental para que possamos conhecer o poder ilimitado de nossa consciência e dominar a matéria física.




Autoconfianca

No caso do plano emocional, a alma desperta a inteligência emocional da autoconfiança. Esta fé absoluta na verdade universal, permite a vivência plena do amor, eliminando todos os traços negativos e bloqueios relativos à sobrevivência. Grande parte dos medos e fobias são relativos à morte, dor ou sofrimento físico. Estes medos e fobias são grandes bloqueios em nosso raio básico de manifestação.
Através da fé, desenvolve-se esta autoconfiança, e ocorre a transcendência das emoções básicas do primeiro chacra, eliminando todos os obstáculos que impedem o fluxo ascendente das energias, que devem ser direcionadas para o coração, e depois para o cérebro. Esta eliminação das frequências variáveis das emoções podemos desenvolver nosso campo mental.
O raio azul nos fornece o poder espiritual necessário para transcender as limitações da espécie humana, potencial divino de vivenciar a comunhão com o Logos Solar.

Experimentais

No plano mental, encontramos um grupo de consciências formado pela união de muitas almas, que agem por intermédio de um indivíduo. As crianças índigo e cristal, tem esta aptidão de conhecer internamente o serviço, numa comunicação de alma para alma, que se torna manifesta através desta personalidade.
Neste caso encontramos o grupo dos índigos com inteligência experimental. Neste nível, os seres manifestam a conexão com a mônada e os planos cósmicos através da experiência. Estes são os índigos mais velhos, que vieram como “piloto” nas experiências bioquímicas necessárias para a evolução dos seres humanos para a nova raça. Analisando as sete raças raiz, estes seriam os primeiros membros da sexta-subraça, e as demais inteligências de índigos apresentadas aqui seguem a sequência, até a sétima-sub raça que são os violetas.
A unificação destes três aspectos ou inteligências desenvolve a inteligência espiritual da onipotência, o poder ilimitado.
Devemos nos render a este fato e aceitar que podemos tudo. Aquela frase: “eu não posso” deve ser totalmente excluída de nosso cérebro. Devemos aceitar trabalhar com o impossível, desenvolvendo a capacidade de operar milagres. A partir deste momento o serviço do espírito se ativa, e a alma cumpre sua missão na manifestação no plano físico, assumindo sua onipotência sobre a matéria.

SER a Sabedoria
A energia de amor e sabedoria é encaminhada para nós seres humanos a partir de três centros planetários, Miz tli tlan, Mirnajad e Erks. Estes centros formam uma trindade de segundo raio, que exibem em si a trindade da chama trina, e irradiam as vibrações de nosso Sol, Kinich Ahau, para o planeta terra.
Os espelhos de Mirnajad são os responsáveis por nos transmitir as vibrações da sabedoria e do amor divinos, ancorando em nosso grupo de alma, todas as características necessárias pra vivenciar a unidade com a sabedoria do Espírito-Santo.
A sabedoria e o amor, naturais de nosso SER, são o verdadeiro poder de unificação durante a crise planetária, a base para a construção da nova humanidade. A atividade grupal que ocorre no centro planetário de Mirnajad, abre os caminhos para a expansão da consciência das almas, para a vivencia das escolas iniciáticas interiores. Localizado em um centro de amor e sabedoria, este centro projeta através de seus espelhos internamente, e externamente através da atividade grupal que está manifestando Mirnajad no plano físico, através dos trabalhos desenvolvidos em Figueira no estado de Minas Gerais.


Esta onisciência promovida pela expansão completa e fusão da tridotação de amor e sabedoria, é a chave central de nossa evolução. O grande desafio de evolução é estar totalmente lúcido e consciente da realidade do SER. Para desenvolver esta onisciência precisamos unificar todos os processos de autoconheciemento, da personalidade, alma e mônada, que nos levaram em contato com o mestre, o regente íntimo de todos os fenômenos, a energia de Samana o CRISTO.


Inteligência Intrapessoal

Capacidade natural oriunda do autoconhecimento. No caso do plano físico é a soma de todas as experiências da vida. Este autoconhecimento permite que o SER vivencie sua própria natureza, e saiba sempre estar automotivado, confiante, superando todo tipo de limite ou frustração. Esta capacidade é fundamental para desenvolver a superação de todos os desafios da vida, e obter sucesso material, afetivo, profissional e espiritual.
Inteligência básica para a felicidade e auto-realização, o autoconhecimento é um processo diário, de observação e análise de nossas próprias vibrações. Estas vibrações tem que estar coerentes com nossas palavras, pensamentos e atitudes. Sendo assim estaremos irradiando energias de vibração elevada, contribuindo para a expansão do amor e sabedoria.

Aceitação

A aceitação de Seu Espírito Real (SER) é a verdadeira chave para libertar nossas emoções. O SER é o amor incondicional, está manifesto em todas as realidades ao mesmo tempo. O autoconhecimento é a chave para aceitar aquilo que realmente somos.
Esta aceitação deve libertar todos os sentimentos de culpa e fardos que carregamos. Devemos aceitar nossos erros passados, assumir a responsabilidade sobre os mesmos o que significa não cometê-los novamente. Ao aceitar nossos erros passados, dissolvemos toda a culpa, e a energia cósmica universal que a tudo nutre pode fluir livremente em nosso campo emocional. É através desta aceitação que podemos receber o amor e os ensinamentos do CRISTO.
Ele veio através de diversos mestres, nos mostrar através de seu exemplo de amor e sabedoria, como devemos proceder para obter a iluminação.

Naturalista

SER é a maior sabedoria da natureza humana. As consciências índigo que apresentam as características do naturalismo, são seres entregues à sincronia do universo, consciente das leis espirituais, da perfeição e harmonia de nosso plano.
Para explicar esta experiência é interessante analisar a história de Diógenes de Sínope. Este amável mestre de luz, viveu como um mendigo e ensinou através do exemplo que uma das principais virtudes do homem é saber viver na simplicidade, na sua pura natureza. Diógenes, o cínico, ficou famoso por sua interação com Alexandre o Grande, que o admirou por sua busca incasável por um homem de virtude. Diógenes vivia em um barril, com os animais, e carregava sempre uma lampada, que ficava acesa até mesmo durante o dia. Diógenes estava em busca da luz interior do ser humano, e acreditava que sendo desprendido de tudo se unia a esta luz.



Alexandre ofereceu todas as riquezas possíveis para que Diógenes lhe ensinasse o segredo de sua energia, porém o mesmo refutou todas as riquezas materiais, e ainda pediu para que Alexandre saísse da frente do sol dizendo algo como: “amado senhor, não tenho interesse em suas riquezas, e peço que não retire de mim aquilo que não pode me dar (referência à luz do sol, que estava impedida pela sombra de Alexandre).”

São Francisco de Assis, que hoje é identificado como mestre Kutulim, atual ocupante do cargo de Senhor do Mundo, foi um exemplo vivo da sabedoria natural do SER. São Francisco atingiu a plena integração com sua natureza, o amor incondicional, e expressou totas essas qualidades através da perfeita harmonia. Todos conhecemos as histórias sobre o amor deste mestre e da maneira que o mesmo interagiu com os animais e demais seres. Quando ascensionou como Koot Homi, o mestre Kutulim assumiu a direção do raio dourado da sabedoria, ocupando depois o cargo de instrutor do mundo em conjunto com Sananda (Samana/Jesus Cristo), e atualmente fazendo a tarefa cósmica de irradia amor e sabedoria para nosso planeta, como Senhor do Mundo.