Por favor, preencha a atmosfera com a vibração sublime dos Santos Nomes:
Hare Krsna Hare Krsna Krsna Krsna Hare Hare Hare Rama Hare Rama Rama Rama Hare Hare

segunda-feira, 20 de julho de 2009

Mudanças

Mudanças
Sara

Você tem feito tudo para modificar seus hábitos, atitudes, pensamentos negativos, aquela sua velha insistência em se criticar, mas não consegue? Algumas vezes você até pensa em desistir, afinal você tem se esforçado tanto e continua a ouvir que você não muda nunca, e você se sente cada vez mais incapaz de conseguir.

Nada disso! Saiba que é possível mudar alguns padrões de comportamentos ou o que você quiser em sua vida. Para isso é importante que você se comprometa com aquilo que deseja alcançar. Você tem procurado realmente modificar sua alimentação, tem feito atividade física, meditação, tem ficado atento aos seus sentimentos, conversa consigo mesmo?

Esses são os primeiros passos para atingir alguma mudança em sua vida. Primeiro identifique seus sentimentos.
Sem saber o que sente você não saberá por onde começar. Depois avalie o que deseja mudar. A dificuldade em conseguir obter o que deseja pode ser um reflexo de um conflito entre consciente e inconsciente.

Se continuar a considerar apenas os aspectos conscientes, sem se dar conta que o inconsciente também é responsável e continuar sem entender sua linguagem, dificilmente conseguirá o que deseja. É importante entender o inconsciente, pois é ele quem controla 95% das nossas ações.

Para entender a linguagem do inconsciente deve se levar em conta que para ele não existe pouco ou muito, pequeno ou grande, certo ou errado, tudo deve ser reconhecido. Mas as pessoas às vezes, por falta de informação, consideram apenas os valores do consciente.

Por exemplo, se você é daqueles que por mais que faça algo, nunca está bom para você ou para os outros, comece a mudar esse padrão. A opinião dos outros nunca deverá ser mais importante que a sua. Seja o que for que quiser mudar, como pensamentos negativos, identifiquem quais são, escreva cada um deles e reflita sobre as possíveis origens.

Quando nos observamos mais, começamos a obter mais controle sobre aquilo que até então agia automaticamente, pois com o passar dos anos vamos, nos condicionando a determinados pensamentos, que sequer nos damos conta.

Se estiver pretendendo eliminar dez quilos e não conseguiu esse total, mas conseguiu um quilo, o esforço geralmente é totalmente desprezado, como se não tivesse havido nenhum. E isso não é verdade. Como pensa que está muito distante de sua meta, tende a supervalorizar o que falta e desprezar o que conseguiu.

É assim que tudo se complica. Ao fazer uma leitura apenas do consciente e com valores dele, ignora-se o inconsciente e ignorá-lo é o mesmo que ignorar uma parte importante de você mesmo. Ao desprezar seus próprios esforços, ou alguma conquista por menor que seja, seu inconsciente reage de forma negativa.

É como se ele se "doesse" por aquilo que não valoriza em você mesmo. O inconsciente é como um grande porão onde está guardado tudo aquilo que você não quer ver, tudo aquilo que machuca e que por defesas é reprimido.
Entendê-lo é de fundamental importância para seu autoconhecimento e para conseguir alcançar o que deseja.

Por exemplo, se você tende a ser agressivo, ou tem dificuldades em falar não, fazendo tudo que lhe pedem, e nem percebe esse padrão, quem está tendo controle é seu inconsciente, ainda que você não o entenda e não saiba o motivo por ele agir dessa forma.

Algum motivo deve existir e sua origem geralmente está arquivada no inconsciente. Sempre que não há controle de alguma atitude, é o inconsciente que está agindo e é sua linguagem que deve ser compreendida. O inconsciente é como uma criança que precisa de incentivo, de reconhecimento por todo e qualquer esforço que fizer.

Procure ignorar um desenho ou algo que uma criança tenha feito. Aos poucos sua atitude será se fechar, não te mostrando mais nada do que fizer. O mesmo acontece com o inconsciente quando é ignorado. É como se ele pensasse: "faço tudo para conseguir algum resultado e sou ignorado...?”

Por isso deve reconhecer toda e qualquer conquista! Se estiver querendo mudar qualquer comportamento, sentimento ou pensamento, lembre-se de ficar atento e identificar seus pensamentos, pois são eles que definem seus comportamentos.

Quando começar a se comprometer com suas mudanças, sempre que conseguir algo faça festa, celebre, mostre o quanto isso é importante para você, para que seu inconsciente continue a colaborar. Isso vale para tudo que fizer.
Muitas vezes não celebramos, porque esperamos que alguém perceba nossos esforços.

Estamos sempre em busca de reconhecimento e aprovação. Exatamente pelo fato de nunca nos darmos isso, estamos sempre buscando que alguém perceba, reconheça, aprove, mas raramente fazemos isso conosco.
Quando buscamos preencher essas necessidades no externo, quando não acontece, nos frustramos, nos decepcionamos e muitas vezes, desistimos.

O pior de tudo isso, é que desistimos de nossos próprios sonhos e objetivos. Por isso a procura deve ser dentro de você! Afinal, ninguém motiva ninguém! Só você mesmo é que poderá se aprovar ou não.

O que é muito melhor, pois não será alvo de críticas e nem se abalará caso alguém insista em te colocar para baixo e fazer acreditar que não irá conseguir. Você pode conseguir tudo o que quer! Você é quem sabe mais do que ninguém o quanto superou para modificar alguns hábitos e conseguir chegar até aqui.

Claro que ainda virão muitas outras conquistas, pois você entendeu que para chegar até a meta final, você deve celebrar cada uma delas durante o caminho e reconhecer tudo que já conseguiu e não o que ainda está por vir.

Comece agora mesmo a agradecer e valorizar o que tem feito por você. E parabéns, pois se você chegou até aqui, as mudanças já começaram!