Por favor, preencha a atmosfera com a vibração sublime dos Santos Nomes:
Hare Krsna Hare Krsna Krsna Krsna Hare Hare Hare Rama Hare Rama Rama Rama Hare Hare

terça-feira, 24 de julho de 2007

A alma do Louco... viajante... artista...

O louco...


Um louco existe dentro de todos nós.

Há um sonho, um desejo de ser livre...

A liberdade sacia a sede de voar de nossa alma...

Dançarino livre, andarilho, herói que sai no mundo em busca de experiências,

de vitórias, de liberdade e alegrias...

Ele caminha no mundo e encontra perigos,

abismos e é através destes saltos que ele poderá chegar ao auto-conhecimento, num mundo de magos, músicos, ciganos, artistas, mágicos...

Poderemos encontrá-lo como um mágico (Merlin), Rei Momo, Artista - como um Mago, Bobo da Corte, Mendigo, Poeta, Humorista, Maestro, Mestre de Bateria, Cartunista, ..

O louco dança e canta e comanda a orquestra da vida dentro daqueles que não se apegam ao poder, à ambição e ao controle...Ele não tem medo de perder e não se apega a segurança.Ele é abençoado com as graças da vida...

Ele se chama liberdade e voa como os pássaros - sua bagagem se chama esperança...

Ele é a nossa criança interior, antes de se transformar em um adulto "mumificado" pelo sistema.

Ele caminha com o seu animal sagrado, ele é um Xamã, ele conhece e respeita os mistérios da natureza...

Ele fala a linguagem das fadas, e dos bruxos e dos iniciados.

"Sem a energia do Louco todos seríamos meras cartas de jogar, ele nos empurra para a vida, onde a mente reflexiva poder ser super cautelosa, o medo não domina sua mente". Ele não carrega dentro de si os fantasmas controladores dos passado... Ele confia na vida e vive o seu destino, naturalmente.

Habitam-lhe os espíritos dos ventos da profecia, e da poesia.

Ele dança e canta para a vida. A vida gosta de quem gosta dela.

Ele é um mestre que bebe e canta com os boêmios,os negros, os índios, os ciganos, as prostitutas, os homossexuais - senta ao meu lado e me faz companhia - com os excluídos ele aprende a viver...

Ele é um mestre que reconhece a luz no coração daquele que o mundo condena.

Ele conhece as motivações humanas, suas misérias e mentiras, sua podridão e reconhece o cheiro do inferno na alma que se arrasta na lama. Ele é uma parte de todos nós...

Ele perdoa e compreende, em silencio - ele me aceita...

Ele é respira a verdade, não tem vergonha da sua própria escuridão.

Ele é um mestre que não julga, não condena, não descrimina.

É uma parte de todos nós que vive dentro de todos nós...

Ele não tenta destruir o outro excluído socialmente. Ele não quer destruir dentro dele, "aquele"- dentro dele - que ele tem medo de um dia se tornar.

Ele vive a boêmia, a noite e o dia com tudo e com todos...

Ele é mais um no meio do povo... Ele é o povo...A multidão...Sua voz é a voz da multidão, ele canta como Cássia Eller... Sua emoção canta no coração de todos...

Ele é um mestre, seu coração é uma porta aberta, ouve sem julgar e deixa ficar todos que chegam...

Ele é forte e Senhor da harmonia. Ele venceu sua própria sombra - integrou no ponto do Tao seus demônios e seus deuses...

Ele é o herói, o vencedor e o vencido. Um pouco de todos nós.

Ele fala a língua de todos os povos, reza em todas as cartilhas e cultua todos os deuses...

Ele sabe que Deus é Um... MÃE, PAI E FILHO E ESPIRITO SANTO...

Ele é a coragem e a garra do vencedor. Inocente, flexível, generoso, amigo, ele é o "vir-a-ser..."

O dharma, a mudança, o movimento, a ação da vida.

Ele dança... A Dança de Shiva e ama a vida e o prazer... Ele é a inspiração e a intuição que nasce na fonte criativa do vazio.

Ele é a fé que move montanhas... O início. O zero de todos os números... Todas as possibilidades que há no vazio e no aqui e agora... Ele é um arquétipo (imagem) que nunca morre...

Eterno adolescente, eterna poesia da juventude...

"Sua Roupa coloria é símbolo da união de muitas espécies de opostos, ele é a ponte entre o mundo caótico do inconsciente e o mundo ordenado da consciência".

O louco se liga ao símbolo do falo, tanto no sentido da devassidão, como da fertilidade.

Seu chapéu com campainha, toca como um sino que desperta para o Divino, quem está a sua volta...

Ele representa o "puer eternus" o adolescente de vigor imortal - com vários séculos de idade. Sua vara - sua flauta mágica, seu som faz os inimigos dançarem e assim, acalma a cólera e o ódio.

Em nossa jornada para a individuação, o louco demonstra com freqüência sua curiosidade impulsiva, para sonhos impossíveis. Sua busca do prazer nos lembra nossa infância.

O louco como Eros, busca a beleza e o prazer. Encanta a todos com a sua paixão pela vida e com o seu brilho. Por isto, o universo conspira ao seu favor.

Quero dançar e cantar com a alma possuída pelo artista divino, que saboreia a vida com o prazer de viver e não permite que algemas do controle e da dominação nos roube a nosso maior tesouro - a sabedoria da arte de viver...

O louco sem limites, sem controle de si-mesmo tornar-se um marginal social, que se destrói e traz a destruição à sua volta.O louco que ama e respeita o próximo é um artista, e aquele que não ama é um insano...

Podemos destacar o lado sombrio do louco que não encontrou sua harmonia com o mundo:
- exagero, preguiça, solidão, excesso de planos delirantes, extravagância , impetuosidade, imprudência, indecisão, ingenuidade, imaturidade, inconseqüência, indisciplina, vicio, devassidão, atração pela morte e pela crime.

O "insano" é aquele que não consegue avaliar suas atitudes, não pensa no futuro,egoísta, alienado da realidade social e não preocupa com os outros.

Espero que todos possam encontrar o seu "Louco", nesta entrada do ano. Envio do meu coração para o coração de todos "OLouco' que vive dentro de todos nós para o ano que começa. Estamos juntos na estrada do Sintonia em busca da luz.

Dharma dhannya