Por favor, preencha a atmosfera com a vibração sublime dos Santos Nomes:
Hare Krsna Hare Krsna Krsna Krsna Hare Hare Hare Rama Hare Rama Rama Rama Hare Hare

terça-feira, 24 de julho de 2007

AS SETE LINHAS DA UMBANDA - Uma versão

PRIMEIRA LINHA

OXALÁ - O SENHOR DA MÍSTICA DIVINA

É a manifestação cósmica do céu, da terra, da luz, da energia, da força, da
paz e do amor. Esta força é responsável pela harmonia das outras forças. É a
energia coordenadora. É movimento e transformação. É a resultante da fusão
de todas as outras energias que atuam na Umbanda.
A força dá início à transformação e inicia o movimento misterioso e de ação
envolvente como o éter, o mesmo éter que anima pela transformação da energia
espiritual em cósmica, tornando-se vida, permitindo que a potência se
manifeste, saindo da luz, será a potência da palavra da lei que, uma vez
assim manifestada, brilhará como uma só luz e será o Sol da Humanidade.

O significado mágico deste nome está na formação da palavra
Oxalá é: O = círculo ou circular + OX = ação ou movimento
+ XA = senhor, dirigente, fogo + LÁ = divino, místico, Deus.

Isto significa que Oxalá é o dirigente do movimento circular da mística
divina. É a resultante do movimento circular que começa no primeiro e
termina no sétimo, quando este sétimo volta ao primeiro e fecha-se o círculo
místico. Assim quando o primeiro for igual ao sétimo (ou fechar o círculo
com o sétimo), o sétimo será igual ao primeiro.
E o fogo, que em movimento circular clareia a escuridão, será como o Sol que
clareia a Terra e enche-a de vida.

As legiões de Oxalá são formadas pela sétima falange de cada uma das linhas
de Umbanda, sendo que a sétima legião é o próprio Oxalá. Assim se forma o
círculo que começa e termina em Oxalá. Assim se forma o círculo de forças
que começa e termina em Oxalá, como a luz do Sol que se refrata em sete
cores para retornar de novo ao branco, quando cessa o efeito da refração.
Representa para o ser humano o primeiro raio cósmico, vontade e poder do
Pai, significa a energia concentrada no espírito puro.

AS LEGIÕES QUE COMPÕEM A LINHA DE OXALÁ SÃO AS SÉTIMAS LEGIÕES DAS LINHAS
QUE A SUCEDEM.

SUAS LEGIÕES:

1) Legiões de Xangô Djacutá = (2ª Linha)
2) de Crianças/Erês = (3ª Linha)
3) do Pretos Velhos = Yorimá (4ª Linha)
4) da Cabocla Janaína = Yemanjá (5ª Linha)
5) do Caboclo Urubatã = Oxossi (6ª Linha)
6) de Ogum de Lei = Ogum (7ª Linha)
7) dos Caboclos de Oxalá = Oxalá (1ª Linha)

CABOCLOS DE OXALÁ

OS CABOCLOS DESTA LEGIÃO DIFICILMENTE INCORPORAM, POIS SUA TAREFA É A DE
COORDENAÇÃO DAS DEMAIS LINHAS DA MISSÃO QUE CADA GUIA-CHEFE ASSUME PERANTE A
UMBANDA.

As ervas mais comuns usadas em suas obrigações são as mesmas de cada linha
específica, mais as seguintes para os caboclos de Oxalá: tapete de Oxalá
(boldo), folhas de limoeiro, manjericão, erva-cidreira, trevo...

PRIMEIRO RAIO CÓSMICO DE DEUS

PLANETA REGENTE ...SOL
ARCANJO MIGUEL ...REI DOS ELOIMS
SINCRETISMO ... JESUS CRISTO
DATA DE COMEMORAÇÃO...

25 DE DEZEMBRO (NATAL)
COR DAS GUIAS...BRANCO TRANSPARENTE OU LEITOSO
CHACRA CORRESPONDENTE... CORONÁRIO (CABEÇA-COROA)
PEDRA CORRESPONDENTE...TOPÁZIO

OXALÁ

LINHA COMANDADA POR MESTRE JESUS CRISTO

A LEGIÃO DOS CABOCLOS DE OXALÁ COMANDA TODAS AS DEMAIS LEGIÕES. A ESTRELA DE
SETE PONTAS SE SUBDIVIDE EM SETE TRIÂNGULOS, QUE EQUIVALEM À NOMENCLATURA
SUB-LEGIÕES. ESTA DESIGNAÇÃO NÃO DIMINUE SUA IMPORTÂNCIA, POIS OS MESMOS
NOMES DE COMANDO PERMANECEM ATÉ A GRADUAÇÃO DE FALANGE, QUE POR SUA VEZ
ORDENAM SUB-FALANGES, BANDAS E POVOS.
FINALMENTE, A LEGIÃO DOS CABOCLOS DE OXALÁ, COMANDA E FECHA O PERCURSO
ENERGÉTICO DAS ESTRELAS DESTA LINHA. É A GRANDE FORÇA QUE COORDENA TODAS AS
LINHAS SUBSEQUENTES. OS SANTOS QUE COMANDAM CADA SUB-LEGIÃO NÃO INCORPORAM.
TAL QUAIS OS ORIXÁS, QUE COMANDAM OS ESPÍRITOS AFINS: CABOCLOS; MÉDICOS;
RELIGIOSOS; OU SEJA, ESPÍRITOS QUE ENCARNARAM NA HUMANIDADE EM TODOS OS
PONTOS DO PLANETA.

LEGIÃO DOS CABOCLOS DE OXALÁ

SUB-LEGIÕES: 1ª SÃO JOSÉ
2ª SANTA RITA DE CÁSSIA
3ª SÃO FRANCISCO (SEMIROMBA)
4ª SANTO ANTONIO
5 ª MARIA MADALENA
6ª MESTRE AROEIRA
7ª SANTO EXPEDITO

1ª SÃO JOSÉ
AQUELE QUE ABENÇOA A FAMÍLIA. É O LÍRIO VISTO DE CIMA. COR
VIBRATÓRIA BRANCA OU AZUL CLARO.

2ª SANTA RITA DE CÁSSIA
ENERGIAS FEMININAS VOLTADAS PARA A FÉ.
COR VIBRATÓRIA BRANCA OU VERMELHA.

3ª SÃO FRANCISCO
É A REVOLUÇÃO DA PALAVRA, LEVADA COM AMOR E SINCERIDADE. COR VIBRATÓRIA
BRANCA OU VERDE.

4ª SANTO ANTONIO
É O ESTUDO DA LEI, TRANSMUTAÇÃO DA PALAVRA NA VIDA, É A TRANSIÇÃO DE OGUM
PARA XANGÔ.
COR VIBRATÓRIA BRANCA OU LARANJA.

5ª MARIA MADALENA
É A ESTRELA DA GUIA QUE DÁ O RUMO PARA AS ALMAS, QUE QUEREM ENCONTRAR SUA
VERDADEIRA ESSÊNCIA, VOCAÇÃO. COR VIBRATÓRIA BRANCA OU AMARELO CLARO.

6ª MESTRE AROEIRA
É A BÊNCÃO PARA OS MÉDICOS, CIENTISTAS, FILÓSOFOS. COR VIBRATÓRIA VERDE.

7ª SANTO EXPEDITO
AQUELE QUE TRAZ A VELOCIDADE PARA O CAMINHO TRANSFORMANDO ENERGIAS. COR
VIBRATÓRIA= BRANCO OU COR DE ROSA.

SEGUNDA LINHA

XANGÔ - O SENHOR DO FOGO OCULTO

Na natureza qualquer energia só pode ser transformada se houver motivo justo
para isso. É necessário que uma força chamada justiça atue para que seja
dado o arranque na força da transformação. É a força da justiça que coordena
toda a lei cármica que afere o nosso estado espiritual, ou seja, ajusta o
padrão energético que é revelado nas formas e emanações da luz espiritual. É
ainda chamada de força dirigente da alma e movimento de vibração da energia
oculta.

XANGÔ é o fogo latente na pedra, e ao mesmo tempo, a própria pedra em que se
buscam os seus atributos que são: rigidez, implacabilidade e estabilidade.
Isto equivale a dizer que:
- não cede nem à flexão e nem à pressão
- julga de forma severa
- e finalmente estabelece a ordem tranqüilizadora

Portanto esta vibração nos adverte que sua presença é necessária para que
haja a verdadeira estabilidade e fortalecimento na alma, individual e
universal.
Os símbolos que identificam esta falange são os machados de duplo corte, que
significa a alma em busca de equilíbrio, e a balança que significa a justiça
de OXALÁ. Esses símbolos carregam a força e o poder.
XANGÔ representa para o homem o SEGUNDO RAIO CÓSMICO-A SABEDORIA, que rege o
chacra cardíaco.

O significado mágico do seu nome está na formação da palavra
XA = Senhor, Dirigente; ANGÔ= AG + NO = Fogo Oculto
GÔ = Raio, Alma

Portanto, XANGÔ, equivale a SENHOR DO FOGO OCULTO, SENHOR OU DIRIGENTE DA
CENTELHA DIVINA (a centelha que inicia o fogo).
É sobre esta linha de força espiritual que se agrupam todos os espíritos que
coordenam a lei de causa e efeito, decorrente da lei cármica como alicerce
do mundo, e se manifestam na forma de caboclos, mesmo com suas origens sejam
orientais.

SUAS LEGIÕES:

1).. XANGÔ KAÔ
2).. XANGÔ ALAFIM
3).. XANGÔ ALUFAM
4).. XANGÔ AGODÔ
5).. XANGÔ AGANJU
6).. XANGÔ ABOMI
7).. XANGÔ DJACUTÁ

PLANETA REGENTE = JÚPITER
ARCANJO SAQUIEL

Cor vibratória ..... marrom/ branco
Sincretismo
São Jerônimo ....... XANGÔ KAÔ, é o principal e mais cultuado como dirigente
desta linha.
Saudação em ....... 30/09
São Paulo............. XANGÔ ALAFIM saudação em 29/06
São Pedro............. XANGÔ ALUFAM saudação em 29/06
São João Batista... XANGÔ AGODÔ saudação em 24/06
São Joaquim......... XANGÔ AGANJU saudação em 26/07
Santo Agostinho... XANGÔ ABOMI saudação em 28/08
São Tiago ............ XANGÔ DJACUTÁ saudação em 25/07

SAUDAÇÃO CAÔ CABECILE

1) XANGÔ KAÔ = São Jerônimo em 30/09

Também conhecido como Xangô Velho. Vibra na cor marrom escuro, simbolizando
a pedra antiga na qual foi assentada a justiça, evidenciando a sabedoria que
só o tempo e a experiência coroam. Ele atua na pedreira sobre a qual está
assentado o campo florido que recebe as obrigações de Oxalá. O material
normalmente usado em suas obrigações consta de pano marrom com bordas
brancas, vela marrom, charutos, cerveja preta, lírios ou rosas brancas.

2) XANGÔ ALAFIM - ECHÊ = São Paulo em 29/06

Esta legião trabalha nas pedras solitárias dos caminhos ou das matas que
servem de assento a viajantes ou caçadores cansados, como os convidando à
meditação que leva a sabedoria na busca de soluções para os impasses da
vida. Suas vibrações auxiliam oradores, intelectuais, juristas e juízes,
pois defendem integralmente a pureza moral. Aceitam obrigações nas pedras
solitárias e suas cores vibratórias são o marrom e branco, o material
utilizado e semelhante ao de Xangô Kaô.

3) XANGÔ ALUFAM = São Pedro em 29/06

Esta legião trabalha nas pedras dos rios, dos mares, cachoeiras, lagos e
fontes. Xangô Alufam é considerado o protetor dos pescadores e responsável
pela diretriz dos desencarnados, pois possuem as chaves do céu. Vibra nas
cores brancas e marrons, simbolizando a água e a pedra. Aceita obrigações em
todas as pedras que estejam em contato com a água.

4) XANGÔ AGODÔ = São João Batista em 24/06

Legião dos caboclos que trabalham nas pedras e que estão dentro dos rios,
nos seixos rolados, nas pedras iniciáticas e na pedra batismal. Aceita
obrigações nas pedras dos rios, sendo utilizados os mesmos materiais que os
anteriores, normalmente utilizando pano branco com bordas brancas bem
largas.

5) XANGÔ AGANJÚ = São Joaquim avô de Jesus em 26/07

Esta legião trabalha na pedra da cachoeira, simbolizando a harmonia entre o
amor e a justiça. Ou entre as esposas Oxum e o marido Xangô, ou ainda a
harmonia conjugal, que abençoa a família. Aceita obrigações na pedra da
cachoeira, o material utilizado é semelhante aos anteriores acrescentando-se
a presença da vela azul escuro para Oxum.

6) XANGÔ ABOMI = Santo Agostinho em 28/08

É a legião de caboclos que trabalham nas montanhas de pedra ou cadeias de
montanhas interligadas, serras, etc. Sua força é muito solicitada nas horas
de aflição, quando se perde algo, além de proteger o casamento. Quando se
pede a proteção para o casamento, assenta-se uma vela azul claro oferecida a
Yemanjá, além do material utilizado para as obrigações anteriores.

7) XANGO DJACUTÁ = São Tiago em 25/07

É a legião mais conhecida como a do Deus Trovão e Senhor dos Raios, Coriscos
e Meterioritos. Djacutá também significa pedra. É o comandante dos caboclos
que trabalham na pedra do raio, simbolizando a justiça que vem do alto, ou
seja, a justiça cósmica que vem do Deus Criador. Sua força é muito
solicitada nas horas de aflição causadas por injustiças provocadas por
outras pessoas. Aceita obrigações é semelhante ao de Xangô Kaô, incluindo-se
uma vela branca oferecida ao Orixá Tempo.

ERVAS

Folhas de alecrim do campo, folhas de limão, folhas de mangueira, folhas da
goiabeira, folhas de uva, folhas de beterraba, babosa, guiné, levante,
lírio, violeta, folhas da ameixeira, etc.

Alguns assentamentos para Xangô podem conter quiabo batido com azeite de
oliva, mamão com mel, dependendo da entidade que solicita e a direção de
trabalho. Após alguns anos, dependendo da evolução de trabalho, o caboclo de
Xangô pede camélia branca, para fortalecimento dos laços vibratórios.

Outro símbolo de Xangô é a estrela de seis pontas, associada com a sabedoria
de Salomão.

TERCEIRA LINHA

YORI - A MANIFESTAÇÃO DA POTÊNCIA DIVINA

Representa para o ser humano o terceiro raio cósmico, a inteligência ativa.
É a energia dirigida em ondas puras. É a inteligência e o domínio das
ciências.
YORI é a energia dos anjos de Olorum, deus supremo do povo iorubá, criador
do mundo É a potência divina manifestando-se e formando a coroa dos
inocentes do espaço.
Representa a manifestação da criação em toda a sua pureza ( da potência
criadora do pai e da mãe nasce o filho). sendo considerada como a única
linha que consegue realmente dominar a magia como um todo. Todas as forças
para entrarem ou saírem da aruanda ( céu, morada das entidades superiores)
tem que passar pela vibração de criança. Uma criança do espaço brincando com
um carrinho, uma bola está em trabalho de descarrego fluídico.
O sentido mágico desta força está na formação da palavra:

YO= vitalidade saindo da luz ou da energia e
RI= rei ou potência maior manifestando-se.
Isto significa que YORI é a força que representa a manifestação da potência
que sai da luz ou da energia. É a linha de grande força que irradia a
alegria que ronda as matas, os rios, as praias, as pedreiras os campos
floridos, os jardins e todos os lugares em que se fizer necessária a sua
ajuda de força.

PLANETE REGENTE MERCÚRIO
ARCANJO RAFAEL
DIA DE COMEMORAÇÃO - 27 DE SETEMBRO
COR VIBRATÓRIA - COR DE ROSA OU AZUL
LOCAL PARA OFERENDAS CONFORME A VIBRAÇÃO
CHACRA CORRESPONDENTE-LARÍNGEO
PEDRAS CORRESPONDENTES-ESMERALDA, TURMALINA VERDE, E QUARTZO VERDE.

SUAS LEGIÕES:

1) TUPANZINHO
2) DOUM
3) ALABÁ
4) DANSU
5) SANSU
6) DAMIÃO (CRISPINIANO)
7) COSME (CRISPIM)

1) TUPANZINHO
Legião de crianças, na sua maioria de índios, cuja força de sua irradiação
está presente nas matas e em todos os lugares onde existem grama e mato
verde. Elas se cruzam com a linha de Oxossi e protegem os lenhadores e os
animais. Vibram nas cores rosa e verde e aceitam em suas obrigações o
guaraná, doces em geral, apetrechos indígenas bem enfeitados, velas rosa,
pano rosa e fitas verdes.

2) DOUM
Legião de crianças que nasceram no cativeiro e eram filhos de pais africanos
ou africanos com índios, Possuidora de grande força e divindade, a legião de
Doum é conhecida pela ação de sua força curativa e de grandes trabalhos,
fazendo sentir suas radiações nas praias e jardins. Costuma proteger os
médicos e os enfermos, dando aos primeiros descontração no atendimento e aos
segundos a alegria de viver. Vibra na cor rosa ( flores, velas, pano,
fitas ), aceita guaraná, doces em geral. Sua vibração cruza-se com a linha
dos Pretos Velhos.

3) ALABÁ
Legião de espíritos de crianças, cujo reino está cruzado entre a guerra e a
cachoeira, e desta cruza-se com o mar, formando um círculo entre a força, o
amor e a bondade. De seu cruzamento com Ogum recebe a força, o amor e a
bondade. De seu cruzamento com Ogum recebe a força protetora; de seu
cruzamento com Oxumaré ( orixá do arco-íris, preside o bom tempo ) recebe a
força mágica do amor: do seu cruzamento com Yemanjá recebe a força da
geração e da bondade. Protege os que vão para a guerra, dando bondade e
resignação aos que vestem farda. Aceita em suas obrigações guaraná, doces em
geral, vela rosa, fita vermelha, pano rosa e flores diversas. As cores do
arco-íris atraem muito os espíritos desta legião. Suas obrigações são
entregues na parte de baixo da cachoeira, em dias ensolarados.

4) DANSU
Legião de espíritos de crianças, cuja radiação de força cruza com Xangô. Seu
local de circulação são as pedras da cachoeiras e banhadas por suas águas.
Sendo uma energia cósmica, chega à Terra com os temporais, guardando e
protegendo as crianças e adultos dos perigos das tormentas, materiais ou
espirituais. Acompanham as entidades correspondentes à vibração de Xangô.
Aceitam em suas obrigações guaraná, doces em geral, vela rosa, fita marrom,
seixos rolados.

5) SANSU
Legião de espíritos de crianças do sexo feminino, cuja vibração corresponde
à energia que parte do esplendor de Olorum ( DEUS), como filha de Yemanjá,
para irradiar sobre a Terra a sua onda de ternura. Os africanos
apresentam-na como sendo a estrela maior que com as outras três, forma o
Cruzeiro do Sul que se reflete no mar. Aceita em suas obrigações, guaraná,
doces em geral, vela rosa, fita azul-claro, conchas e outras coisas do mar,
sendo tudo entregue na praia.

6) DAMIÃO
Legião de espíritos de crianças, cuja radiação de força cruza com Cosme e
Doum, assumindo as características das duas forças. Vibra na cor rosa e
aceita em suas obrigações, guaraná, doces em geral, vela rosa, fita branca,
flores brancas, sendo tudo entregue em jardins ou praias.

7) COSME
Legião de espíritos das crianças que vibram com Oxalá. É Cosme quem cuida
dos inocentes do espaço, crianças que partiram da Terra e que são guardadas
por ele e alimentadas com mel, pois o mel da abelha é considerado o alimento
puro da natureza. Vibra nas cores rosa e branca e aceita em suas obrigações,
guaraná, doces em geral, vela rosa, fitas brancas e mel de abelha, sendo
tudo entregue em jardins bem floridos.

ERVAS
As mais utilizadas são as seguintes: folha de amoreira, folhas de
manjericão, alfazema, flores de camomila, erva-doce e trevo.

QUARTA LINHA

YORIMÁ - POTÊNCIA ILUMINADA

YORIMÁ É A POTÊNCIA DA PALAVRA DA LEI. É A FORÇA DA SABEDORIA EM DOMÍNIO
SOBRE A MAGIA.

Entre a cachoeira e mar existe uma energia que se vai avolumando e
adquirindo mais força á medida que se aproxima do mar, para então fazer
parte dele. É como a vida adulta da criatura humana que se armazenando
conhecimentos a partir da infância, adquirindo experiência pela vivência,
até passar para outra vida e deixar registrada a sua bagagem experimental.
Quando muda de uma vida para outra, toda a bagagem ou experiência adquirida
se transforma em sabedoria. A transformação da experiência é a energia da
sabedoria. Esta energia é YORIMÁ, potência iluminada da lei que rege a vida.

Significado mágico
YO= vitalidade saindo da luz ou da energia, potência, princípio, ordem;
RI= rei ou potência maior manifestando-se, iluminação, iluminado e
MA= lei

YORIMÁ, é uma linha que, através do amor, da compreensão e da humildade,
consola os aflitos, reanima os fracos e valoriza o sofrimento humano como
fundamento da transformação que conduzirá à felicidade eterna. É a linha dos
PRETOS VELHOS.

PLANETA REGENTE = SATURNO
ARCANJO CASSIEL
DIA DE COMEMORAÇÃO = 13 DE MAIO
COR VIBRATÓRIA = PRETO E BRANCO
PLEXO CORRESPONTE- = REGE O CHACRA SACRO (CÓCCIX)
REPRESENTA PARA O SER HUMANO O QUARTO RAIO CÓSMICO
= HARMONIA NO CONFLITO.
PEDRA CORRESPONDENTE = AMETISTA
LOCAL PARA OFERENDAS = CONFORME VIBRAÇÃO

SUAS FALANGES

1) POVO DA COSTA (REI CAMBINDA)
2) POVO DO CONGO (REI CONGO)
3) POVO DE ANGOLA (PAI JOAQUIM)
4) POVO DA GUINÉ (PAI GUINÉ)
5) POVO DE MOÇAMBIQUE (PAI JERÔNIMO)
6) POVO DE LUANDA (PAI JOSÉ)
7) PRETOS VELHOS (PAI TOMÉ)

1) POVO DA COSTA

Legião de espíritos dos negros africanos escravizados, ou não, que trabalham
com a renovação de forças. O sentido de trabalho desta legião é o de enxugar
o pranto dos filhos e ajudá-los a caminhar pelo caminho da provação. A
transformação se dá na resignação e na coragem para enfrentar a dor e o
sofrimento originários de dívidas passadas. Eles cruzam com a vibração de
Yemanjá e aceitam em suas obrigações velas roxas, café, rosários feito com
contas de lágrimas de Nossa Senhora, pano azul, cigarros de palha, flores em
geral, sendo tudo entregue na praia. Sua cor vibratória é o roxo com azul
claro.

2) POVO DO CONGO

Legião de espíritos dos negros escravos, ou não, que trabalham com a força
recém-transformada, isto é, com a força pura e nova, no sentido de vencer a
dor envolvendo a alegria interior. Eles vibram nas cores preta e branca e
aceitam em suas oferendas, velas branca e preta, cigarro de palha, café,
flores, de todas as espécies, uma vela cor de rosa, oferecida para as
crianças com quem cruzam suas vibrações, sendo tudo entregue em praias e
campos floridos.

3) POVO DE ANGOLA

Legião de espíritos dos negros escravos, ou não, que trabalham no fundamento
da manutenção da força cósmica e de sua aplicação mística. Sua missão é
trazer luz e força para os filhos que ainda estão no cativeiro, como
escravos dos vícios, dos erros ou da maldade humana, ajustando-os a
sobreviver e vencer o sofrimento pelo de todo misticismo da força, quer
através de descontração e sublimação dos valores positivos da criatura
humana. Aceitam, em suas obrigações, vela branca e preta, cigarro de palha,
jasmim, rosas brancas, café, pano branco com bordas pretas e ervas diversas
tais como: manjericão, arruda, guiné, alecrim, alfazema, etc., tudo entregue
na mata.
Muitas vezes esta legião assume unicamente a cor roxa, e neste caso isso
representa a inclusão da cor vermelha entre o branco e preto, cuja mistura
gera o roxo, tornando-o assim a representação do ponto místico da força
suprema.

4) POVO DA GUINÉ

Legião dos negros escravos, ou não, que trabalham na cura de males físicos,
através da magia e do conhecimento adquirido através de longos anos de
estudos e vivência nas coisas sagradas.
Aceitam em suas obrigações, vela branca e preta, cigarro de palha, café,
flores brancas, pano branco, rosário feito de contas de dendê ou
lágrimas-de-nossa-senhora. Trabalham no cruzeiro do cemitério ou no mar.

5) POVO DE MOÇAMBIQUE

Legião de espíritos dos negros escravos, ou não, que trabalham do cativeiro
para a liberdade, através da paciência em suportar o cerceamento do direito
de liberdade do ser humano (regras sociais que oprimem, separam, e levam aos
conflitos).
Aceitam em suas obrigações, velas roxas, pano roxo, café, cigarro de palha,
flores brancas, pedras, em seu campo vibratório que são as pedras da mata ou
oratórios construídos na mata.

6) POVO DE LUANDA

Legião de espíritos dos negros escravos, ou não, que exigem os trabalhos
dentro dos rituais, são combativos e ao mesmo tempo extremamente bondosos,
conduzem o trabalho com sabedoria voltada para o combate contra as demandas
ou concentrações de energia maléfica oriunda de rituais de baixa magia
(ritual que combate ritual).
Aceitam em suas obrigações velas nas cores vermelhas, brancas e pretas, ou
roxas, alem de cigarro de palha, café, pano branco e flores brancas
entregues no cruzeiro do cemitério. A grande força desta legião é a reza (ou
engoroci) que normalmente são carregados de muita magia e muita sabedoria.

7) Pretos Velhos

Legião de negros escravos, ou não, que trabalham com a missão de compreender
o que representa para o ser humano a incerteza, a falta de resignação e o
sofrimento, pois eles passaram por tudo isso, aqui na Terra. São muito
compreensivos com respeito à natureza humana que embora acreditem na força
divina, são levados ao erro e ao desespero pelo excesso de amargura.
Desenvolvem então uma energia que transmite a paz e a compreensão. além de
incentivar a caridade.
Aceitam em suas obrigações velas brancas e pretas, cigarro de palha, café,
flores brancas e pano branco, tudo entregue em colinas floridas.
Normalmente usam em seus trabalhos as seguintes ervas principais: arruda,
guiné, benjoim, cipreste, alecrim do mato, etc.

QUINTA LINHA

YEMANJÁ - O PRINCÍPIO GERADOR

YEMANJÁ é a representação da no seu todo como um duplo gerante. Este Orixá
traz as características de globalidade conferidas pela representação do
envolvente líquido como uma preparação essencial do mundo físico,
proporcionado condições especiais para o surgimento da vida através das
águas do misterioso mar. É a Deusa, Orixá das Águas, Mãe de todos os orixás,
manifestação da procriação, da restauração, das emoções, da fecundidade.
Apresenta-se diante da natureza como o aspecto feminino da divindade e no
inconsciente do ser humano, como o sagrado tipo mãe, matriz, movimento
criador. Representa também, pelo aspecto de água doce, o leite generoso da
mãe que é vital para dar condições de geração à semente fecundada pelo Sol
(força de Oxalá).

Simbolicamente dizemos que é o princípio que atua na natureza representado
pelo seu nome.
YE= PRINCÍPIO GERANTE ORDENADO + MAN= A ÁGUA + JÁ= MATRIZ EM MOVIMENTO

Pode-se dizer então que YEMANJÁ É O ORIXÁ, A FORÇA QUE ANIMA A MATÉRIA,
TRANSFORMANDO A ENERGIA ESPIRITUAL EM CÓSMICA E NO ÉTER EM VIDA.

É a linha de força que agrupa os espíritos de caboclas, sereias ou janaínas,
atuantes nas águas que envolvem nosso planeta e que regem a força emotiva
através da virtude, da ternura materna, da misericórdia e do amor.
PLANETA REGENTE = LUA ARCANJO GABRIEL
Dia de comemoração - 02 DE FEVEREIRO
Saudação = IODOCIABA (O DOCE IABÁ)
Cor vibratória = azul em suas variações e branco
Guias = Conforme a vibração, desde contas azuis transparentes, ou pérolas,
seixos de rios, etc.
Local vibratório= Águas do mar, fontes, rios cachoeiras, e conforme linha de
atuação.
Rege o chacra frontal. Representa para o ser humano o quinto raio cósmico, o
conhecimento concreto.
É a linha de força que agrupa os espíritos de caboclas, sereias ou janaínas,
atuantes nas águas que envolvem nosso planeta e que regem a força emotiva
através da virtude, da ternura da misericórdia e do amor.

SUAS LEGIÕES:

1)... DA SEREIA DO MAR (ENCANTADAS)
2)... CABOCLA YARA (RIO)
3)... ORIXÁ NANÃ (FONTE, LODO)
4)... ORIXÁ IANSÃ (CHUVA/ VENTOS)
5)... ORIXÁ OXUM (CACHOEIRAS)
6)... CABOCLA YNDAIÁ (LAGO)
7)... CABOCLA OU SEREIA JANAÍNA (MAR)

1) SEREIA DO MAR

Legião de Caboclas sereias que trabalham sobre e sob as águas, manipulando
as energias misteriosas do fundo do mar, fundo do rio e fundo do lago.
Apresentam formas encantadas que irradiam as forças relativas à água. Vibram
na cor branca transparente e aceitam em suas obrigações pano branco com
bordas azul claro, vela azul claro, fitas azuis e brancas, espelhos, pentes,
flores brancas, alfazema, sândalo, etc. tudo entregue em águas profundas dos
mares, rios e lagos.

2) CABOCLA YARA

Legião das Caboclas que trabalham na beira dos rios e manipulam as energias
joviais, compreendendo a força entre a cachoeira e a desembocadura do mar,
na fusão das águas doce com água salgada. Vibram nas cores branca e azul
escuro e aceitam obrigações na beira dos rios. O material normalmente
utilizado em suas obrigações consta de pano azul escuro, fitas brancas ou
azuis, vela azul escuro, flores (rosas, lírios, copos-de-leite, crisântemo,
açucena, etc.) mel de abelha, alfazema e seiva de rosas. Essas caboclas são
muito ligadas a Ogum.

3) ORIXÁ NANÃ

Saudação = NANÃ SALUBA, SALUBA-NANÃ.
Sincretismo + SANT ANA
Comemoração - 26 de julho
Parte do corpo= protege a barriga, útero (parte genital feminina).
Banho = Cipreste (folhas), manacá, quaresmeira.
Esta Orixá trabalha na beira das fontes, na terra úmida, compara a lama que
modela que se transforma. Manipula as energias que protegem os lares,
trazendo-lhes paz e
compreensão. São também conhecidas por ORIXÁ NANÃ BURUQUÊ, e suas poderosas
forças desfazem malefícios, levando a paz e saúde aos lares onde existe
tumulto ou doença. São protetoras das esposas, mães e professoras. Vibram
nas cores azul claro e lilás, aceitando em suas obrigações pano azul com
bordas brancas ou lilás, vela azul ou lilás, rosas brancas, violetas,
lírios, fita lilás, seiva de alfazema ou seiva de jasmim.

4) ORIXÁ IANSÃ

Sincretismo =SANTA BÁRBARA
Saudação = EPARREI IANSÃ, EPARREI OYÁ
Parte do corpo = Fígado, sangue
Dia de comemoração = 4 de dezembro
Banhos = Umbaúba, levante, dormideira-flor vermelha, eucalipto, folhas de
bambu, espada de Santa Bárbara. Legião que trabalha no tempo, temporal e na
chuva, manipulando as energias que alimentam a resistência, as dificuldades
da vida e a incompreensão. Ela protege aqueles que carregam grandes
responsabilidades e que precisam de grande resistência para trabalhos
espirituais. Vibram nas cores vermelha e amarelo forte. (No candomblé
marrom) Aceitam obrigações junto com Xangô, e também podem ser entregues no
bambuzal ou pedra da cachoeira. O material utilizado geralmente consta de
pano branco, velas amarelas ou vermelhas, rosas amarelas, palmas vermelhas,
ou de qualquer flor amarela, fitas amarelas, seiva de alfazema, champanhe
rosé ou vermelha.

5) ORIXÁ OXUM

Sincretismo = N. Sra. da Conceição Aparecida (alguns aceitam N. Sra. da
Conceição, N. Sra. do Rosário, etc)
Saudação = ORA AIÊIÊ Ô
Cor das guias = Amarelo ouro, Azul escuro
Parte do corpo = Todo o rosto, baço, veias do coração, patrona do baixo
ventre, circulação sanguínea (rios)
Deusa da beleza, das artes, protetora das águas doces, relacionada à
maternidade e à sensualidade. Domina os rios e as cachoeiras e pela
manutenção da sobrevivência de toda a natureza. Esta Orixá trabalha na
cachoeira e manipula as energias que movimentam a força do amor puro, da luz
em movimento e irradiam as águas fluídicas que trazem os medicamentos
espirituais de grande força. Aceitam obrigações na cachoeira ou na beira dos
rios. O material de suas obrigações consta de pano azul-marinho ou amarelo
ouro, velas da cor do pano, rosas brancas, lírios, copos-de-leite, seiva de
alfazema e fitas da cor do pano.

6) CABOCLA YNDAIÁ

Esta legião de Caboclas trabalha nos lagos e manipula as energias que nascem
e permanecem puras e tranqüilas, circundadas e protegidas pelas energias da
mata (sobrevivência) da pedra (justiça), do tempo (chuva) e da paz (o céu).
Elas recebem um pouco de cada uma destas forças e geram uma energia ao mesmo
tempo infantil, pura, vibrante, justa e farta. Têm muita afinidade com a
força de YORI e por isso seus trabalhos envolvem muita magia. Vibram nas
cores azul-claro e rosa e aceitam obrigações à beira dos lagos. O material
normalmente utilizado em suas oferendas consta basicamente de pano branco
com bordas azuis, vela azul claro e rosa, flores como rosas, fitas azuis e
rosas, seiva de alfazema e mel de abelha. Foi identificada por videntes como
uma cabocla que se veste de saia e cocar prateados, de aparência jovial,
andando sobre as águas, carregando uma âncora, ou conduzindo uma barca em
forma de Lua.

7) CABOCLA OU SEREIA JANAÍNA

Também conhecidas como Mãe D'Água, as caboclas ou sereias desta legião
manipulam as energias da geração e do amor conjugal. Vibram na cor
azul-claro transparente, como o reflexo do céu nas águas do mar. Aceitam
vela azul-claro, pano azul-claro, espelhos, pentes, perfume e flores de
todas as espécies, tudo entregue na beira do mar ou na sétima onda. Estas
caboclas ou sereias são muito ligadas à vibração de Oxalá.

ERVAS
As ervas mais comuns usadas nos trabalhos desta linha são: qualquer planta
aquática, folhas de lágrimas de Nossa Senhora, espada de Yansã, folhas de
bambu, camomila, hortelã, levante, etc.

SEXTA LINHA
OXOSSI - O ORIXÁ CAÇADOR DE ALMAS

A existência da força cósmica é um mistério, por isso dizemos que ela é
mística. Sabemos que ela existe, mas como e porque é um mistério. A força
mística, desconhecida, a energia que impulsiona ou que alimenta qualquer
atividade de origem espiritual chama-se OXOSSI.

OXOSSI É A VIBRAÇÃO QUE INFLUENCIA NO MISTICISMO DAS ALMAS, QUE DOUTRINA E
INTERFERE NOS MALES FÍSICOS E PSÍQUICOS.

Sua cor vibratória é verde, que representa a vegetação, sendo por isso o
símbolo da manutenção, já que a mata abriga os alimentos e detêm o segredo
dos remédios.

OXOSSI é um Orixá caçador, é a própria flecha, identificando-se com o
elemento ar, que é regulado pela vegetação.

O significado mágico* do seu nome está na formação da palavra
OX= ação + O= círculo ou circular e SSI= viventes na Terra
Por esse significado, OXOSSI é a força misteriosa que envolve os viventes na
Terra.

REPRESENTA PARA O SER HUMANO O 6º RAIO CÓSMICO= ENERGIA DIRIGIDA, A VONTADE,
PRINCÍPIO DA VIDA E DA MORTE, O IDEALISMO E A DEVOÇÃO.
ARCANJO HANIEL OU ANAEL
SINCRETISMO = SÃO SEBASTIÃO
DATA DE COMEMORAÇÃO = 20 DE JANEIRO
SAUDAÇÃO - OKÊ ARÔ OXOSSI!
PLANETA= VÊNUS
PEDRA= QUARTZO ROSA E TURMALINA ROSA
PLEXO CORRESPONDENTE = ESPLÊNICO (SOBRE O BAÇO)
PONTO CABALÍSTICO OU PONTO RISCADO DE OXOSSI = ARCO E FLECHA = Cada entidade
possui seu próprio sinal ou ponto riscado, que identifica seu campo
vibratório, sua hierarquia divina e direção energética.

COR DAS GUIAS= VERDE para o Orixá.

Os caboclos, conforme suas vibrações usam colares de contas de rosário,
dentes de animais, cordões trançados de folhas, etc., cada um carrega o seu
escudo conforme sua necessidade vibratória, e também demonstram através de
suas guias a própria hierarquia espiritual, e outras informações que somente
o plano astral conhece.

· Significado mágico é o estudo da ORIGEM ESPIRITUAL da palavra, ou
seja, através da Cabala Umbandista.

Esta linha agrupa os espíritos de caboclos e caboclas da mata que regem a
lei da sobrevivência e a disciplina da obediência. Dela vêm os ensinamentos
de como viver em grupo, respeitando o direito dos seus participantes,
transmitindo também grandes ensinamentos de ajuda e solidariedade humana.

SUAS LEGIÕES

1- CABOCLOS PELES-VERMELHAS
2- CABOCLO ARARIBÓIA
3- CABOCLA JUREMA
4- CABOCLOS GUARANIS
5- CABOCLOS TAMOIOS
6- CABOCLOS TUPIS
7- CABOCLO URUBATÃ

1- PELES-VERMELHAS

É a legião de caboclos e caboclas oriundos das civilizações Maia, Quíchua,
Asteca, Inca, etc. Possuidores de grande sabedoria se apresentam como
sacerdotes daquelas civilizações onde eram guardiães das ciências que se
perderam através dos tempos. Normalmente falam um dialeto desconhecido e se
fazem entender através de gestos. Assumem, contudo, a postura de caboclo e
aos poucos vai se identificando com os costumes e dialetos destes, ou seja,
auxiliados pela vibração de OXOSSI, se comunicam com as pessoas conforme a
linguagem do local que se manifestam. exemplo, em São Paulo com as palavras
das pessoas mais simples ou humildes daquela região, no Rio Grande do Sul, a
linguagem regional também dos mais simples e humildes, e assim por diante.
Procurando o padrão de comunicação adequado para se trabalhar a energia
adequadamente, pois se imaginarmos um sacerdote egípcio ou maia, se
comunicando conosco em sua língua de origem, não seria fechado o trabalho da
compreensão e esclarecimento das almas envolvidas na questão. Vibram nas
cores verde e branca e aceitam obrigações em locais ermos, distantes, mata
adentro e de difícil acesso, tal qual os antigos templos. Em suas obrigações
costuma-se oferecer vela verde, pano branco e verde (meio a meio) charutos,
flores brancas, cerveja branca, folhas de alecrim e alfazema, além de
incenso queimando.

2- CABOCLO ARARIBÓIA

Legião dos caboclos que trabalham nas matas das montanhas. São os
responsáveis pela Lei da Selva- Lei severa, Lei sem pena.
Quando entramos numa mata, sentimos o seu mistério e observamos como ela é
rica em vidas. Nota-se a existência de uma harmonia natural e de um
equilíbrio de forças na lei da sobrevivência. Lá nada é desperdiçado e tudo
é aproveitado e usado dentro de um critério justo. Os caboclos que trabalham
nesta falange ajudam os filhos que são injustiçados no seu direito de
sustento e sobrevivência.
Vibram na cor verde escuro e aceitam obrigações nas matas das montanhas. O
material normalmente utilizado nessas obrigações consta de pano verde,
cerveja branca, charutos, qualquer tipo de flor e abóbora moranga.

3- CABOCLA JUREMA

Esta é a legião das caboclas oriundas do culto de Yacy (Lua). Elas
representam à beleza natural da selva e o grande misticismo da flor e da
folha. Trabalham com a força pura de Orixá OXOSSI E Orixá OSSÃE (orixá
masculino das folhas-litúrgicas e medicinais, sincretismo com S. Benedito)
com toda a magia que envolve a mata, transformando tudo em energia vital,
que transmitem através de gestos graciosos, meigos. Vibram em todas as
tonalidades de verde e recebem obrigações em qualquer lugar da mata que se
acha acolhedor ou florido. Aceitam em suas obrigações em pano verde, com
bordas brancas, vela verde, cerveja branca, charutos, mel de abelha, fitas
de diversas cores (exceto preto) e todo o tipo de flor. Acrescenta-se pinga
com mel, fumo de corda e moedas para OSSÃE.

4- CABOCLOS GUARANIS

Legião de caboclos que trabalham como guerreiros, defensores da mata e de
tudo que ela contém. A esta legião pertence Rompe-Mato. Apesar de
Guerreiros, estes caboclos são conhecidos como "Falange da Paz", pois onde
trabalham os guaranis a paz deve existir.
Vibram nas cores verdes e brancas e aceitam obrigações em qualquer lugar da
mata, sendo que para Rompe-Mato será oferecida logo à sua entrada. O
material a ser utilizado consta de pano verde com bordas brancas, vela
verde, charutos, cerveja branca, abóbora moranga, sucos de frutas diversas,
rosas vermelhas e brancas. Em sua obrigação não se coloca mel de abelhas,
pois se trata de elemento que causa a famosa "quizila" dos africanos, ou
aborrecimento, ou ainda ato de grande ofensa, que se faz com a entidade ou
vibração.

5- CABOCLOS TAMOIOS
Legião de caboclos que trabalham na magia branca voltada para a
sobrevivência.
São os caçadores de almas (catequese) e dominam a feitiçaria sendo por isso
chamado de "bumba na calunga" ou domadores de feiticeiros.
Conhecem todos os segredos da mata a ponto de serem lembrados como os que
atiram flechas para o ar. Mas apesar de tanto poder, são humildes e
pacientes. Vibram em todas as tonalidades de verde e aceitam obrigações em
qualquer ponto da mata. O material a ser utilizado em suas obrigações consta
basicamente de pano verde, vela verde, charutos cerveja branca, moranga
rodeada com arruda e guiné, mel de abelha, milho verde, e crisântemo de
qualquer cor.

6- CABOCLOS TUPIS
Esta é a legião dos caboclos de OXOSSI conhecidos como "flechas de fogo".
São os famosos Tatauys, jovens, ágeis e com muita habilidade na caça. A
alcunha de "flechas de fogo" se deve ao seu caráter irrequieto e brincalhão,
além de serem rápidos como um raio. Vibram nas cores verdes e brancas e
aceitam suas obrigações em qualquer lugar da mata. O material utilizado em
suas obrigações consta de pano verde com bordas brancas, vela verde, cerveja
branca, charutos, sucos de frutas diversas, mela de abelha, moranga e flores
diversas.

7- CABOCLO URUBATÃ
Esta legião de caboclos trabalha nas colinas e montes onde haja muitas
flores, pois são muito ligados à vibração de Oxalá. Representa a paz e a
justiça e a ordem que existe na "macaia" (mata). Os caboclos desta legião
dificilmente incorporam. Quando chegam a usar um médium é como missão
cármica. Vibram nas cores azul e branca. O material normalmente utilizado em
suas obrigações consta basicamente de pano branco com bordas verde (ou
azul), cerveja branca, charutos, moranga, mel de abelha (muito importante na
obrigação) rosas brancas ou qualquer tipo de flor branca.

ERVAS
As ervas mais utilizadas nesta linha são as seguintes:
manjericão, malva branca, sabugueiro, samambaia, lírio, alecrim do campo
violeta, guiné, amor perfeito, etc.
Cada falange pode trazer ervas diferentes, e isto cabe ao plano espiritual
determinar qual mais adequada, e caso haja qualquer dúvida não utilizar
ervas sem determinação do guia chefe ou mentor da casa. O poder mágico das
ervas envolvidas em qualquer banho ou defumação ou ainda de amacis (ervas
que banham o fundamento de orixá) são incomensuráveis, portanto merecem
grande cuidado em sua utilização.

SÉTIMA LINHA

ORIXÁ OGUM - A FORÇA TRANSFORMADORA

OGUM= AG + AUM = FOGO + SALVAÇÃO/INOVAÇÃO/GLÓRIA

OGUM= FOGO DA SALVAÇÃO ou FOGO DA GLÓRIA ou FOGO DA INOVAÇÃO

A salvação significa a volta a Deus: a glória representa o vencedor de uma
luta; a inovação significa a modificação ou a transformação. Juntando todas
as palavras traduzidas teremos = luta sagrada pela transformação.

PLANETA REGENTE MARTE = ARCANJO CAMAEL
Sincretismo = São Jorge. (é o soldado que vence as demandas)(Em outras
regiões o sincretismo pode ser outro, mas o mais normal é São Jorge)
Cor vibratória = Vermelha
Saudação = OGUNHÊ! PATAKORI OGUM
Data de Comemoração = 23 de abril
Pedra = Rubi
Local para Oferenda = conforme a vibração
Dia da semana = Terça-feira

SUAS LEGIÕES:

1-...Ogum Beira Mar (inclusive Ogum Sete Ondas)
2-...Ogum Rompe Mato
3-...Ogum Megê
4-...Ogum Naruê
5-...Ogum Matinata
6-...Ogum Yara
7-...Ogum Dile ou Ogum De Lei

1- Ogum Beira-Mar - Conhecido também por Ogum do Mar ou Ogum das Ondas.
Na areia molhada é considerado Beira-Mar e nas ondas é conhecido como Sete
Ondas. Ele faz ronda da beira da praia até o alto mar. Aceita obrigações na
areia molhada, que consistem de vela branca, vela vermelha, cravos brancos e
vermelhos, cerveja branca, charutos.

2-Ogum Rompe-Mato - Sua falange trabalha cruzada com Oxossi, rondando,
participando da energia das matas, nas pedreiras encontramos Ogum das
Pedreiras, neste caso trabalha com o Orixá Xangô, vibrando nas cores branca
e vermelha ou verde e vermelha conforme a sintonia com o orixá. Nesse caso,
entendemos ser caso de guia cruzado, ou seja, trabalha em duas linhas
simultaneamente. O material utilizado em oferendas é o mesmo as matas,
portanto, sua cor vibratória às vezes também é verde. para Ogum Beira Mar,
com exceção a cor das velas utilizadas conforme a vibração da entidade.

3- Ogum Megê - Lida diretamente com a Linha das Almas, ou seja, seu campo
vibratório está na calunga pequena, ou seja, nos cemitérios, mais
precisamente na calçada do cemitério. As oferendas deverão ser entregues em
seu campo vibratório, consistindo de cerveja branca, charutos acesos, cravos
brancos, espada de Ogum, tudo assentado em pano branco com bordas vermelhas,
acompanhadas por velas de cores vermelha, preta e branca.

4- Ogum Naruê - Esta falange de Ogum trabalha desmanchando a magia negra
opera dentro das linhas das Almas, exercendo especial domínio sobre as almas
quimbandeiras. Possue conhecimentos seculares, acumulados por Magos,
Feiticeiros, Xamãs, Exorcistas, Pajés, Sacerdotes das mais variadas partes
do Mundo, portanto seria considerado todo o conhecimento adquirido nesta e
em outras Galáxias, precisando, portanto da sabedoria e justiça
relacionam-se ora na vibração de Orixá Xangô ora na vibração de Ogum Megê
(Orixá Omulu). Recebe então suas oferendas tanto nas matas, junto das
pedreiras, como nas calçadas que rodeiam a calunga pequena. Suas obrigações
são acompanhadas por uma pedra-ímã, ou de materiais condizentes com a
necessidade eminente e em conformidade com a magia a ser combatida.

5-Ogum Matinata - Defende os campos onde se assentam as obrigações para
Oxalá, principalmente nas colinas floridas. É uma falange muito difícil de
incorporar, poucos médiuns conseguem tê-lo como guia. Apesar de receber suas
obrigações nas colinas, como para Oxalá, seu domínio é o Espaço Sideral ou
Caminhos que a Terra percorre, bem como de todos os planetas, asteróides,
cometas, etc. Quando se viaja de avião, ou apelamos para o bom vôo das aves
que migram, apelamos pela proteção desta vibração. Suas obrigações consistem
de cerveja branca, vela branca, cravo branco, entregues em campos ou colinas
floridas. Apesar de rondar os campos de Oxalá, não é a linha que vibra
diretamente com este.

6- Ogum Yara - É a falange que ronda os rios, lagos e cachoeiras. É o
grande colaborador dos trabalhos de Oxum. Pede-se o seu auxílio e proteção
em todas as oferendas aos guias destes campos vibratórios. Tal como na lenda
do Rei Artur que recebeu sua espada da fada do lago, Ogum Yara se identifica
com as mulheres guerreiras da História Real como Santa Joana D'Arc,
responsável pela unificação da França, defensora dos oprimidos pelo poder
dos dirigentes políticos, ou seja, pela justiça social. Colabora com Oxum em
todos os trabalhos dirigidos à fertilidade, prosperidade, beleza essencial
da alma que reflete na matéria, etc. Suas oferendas consistem dos mesmos
materiais de Ogum Beira Mar, acompanhados de flores conforme a necessidade e
direção do trabalho.

7- Ogum Dilê (De Lei) - Esta falange carrega a vibração pura de Ogum.
Efetua sua ronda sobre o mundo. É a própria lei que rege os reajustes
cármicos. Aquele que nos liberta das batalhas enfrentadas em diversas
encarnações, contra diversos inimigos, ou contra nossos princípios negativos
que interferem em nossa evolução espiritual. Vibra nas cores vermelha e
branca e suas obrigações são oferecidas em qualquer lugar do mundo, desde
que seja no tempo. O material normalmente usado é o mesmo que para Ogum
Matinata, porém acrescido de uma vela oferecida para o orixá Tempo.

ERVAS-Folha de coqueiro (mariô), casca de alho, espada de ogum, losna,
samambaia, menta, mostarda, guiné, casca de cebola, alcachofra, aspargo
arruda, jurubeba, romã, aguapé, comigo-ninguém-pode, etc...