Por favor, preencha a atmosfera com a vibração sublime dos Santos Nomes:
Hare Krsna Hare Krsna Krsna Krsna Hare Hare Hare Rama Hare Rama Rama Rama Hare Hare

segunda-feira, 2 de julho de 2007

Oxum – A Deusa da Alegria

Oxum é a deusa do amor, do dinheiro e da felicidade. Ela nos trás todas as coisas boas da vida. É a deusa da água doce e pode ser encontrada sempre onde há água corrente, em rios, lagoas e, especialmente, em cachoeiras.

Oxum é a pura essência da alegria. Todas as lendas sobre Oxum nos ajudam a entender e utilizar esta energia para nos trazer alegria. É associada, também, com a essência da sensualidade. É a divindade que controla o momento da concepção. Na filosofia africana, onde nossa linhagem sanguínea nos dá a imortalidade, e onde as crianças são consideradas a maior bênção, nada poderia ser mais alegre do que o nascimento de uma criança.

Associa-se, também, com a energia do dinheiro. Existe, no entanto, uma diferença. Na nossa sociedade, onde o dinheiro compra tudo, ele não tem nenhuma relação definida com a felicidade. A sociedade yorubana vê a energia do dinheiro de uma forma diferente. O dinheiro possibilitava ao homem ter muitas esposas. Muitas esposas permitiriam a este homem ter muitos filhos. O fato de ter muitos filhos gerava muita alegria. Assim, o dinheiro que Oxum representa, é um caminho para a alegria. E neste caminho, Oxum é mãe de gêmeos. A energia de Oxum pode, no entanto, ser facilmente ofendida. A alegria, em sua mais pura forma, não aceita as energias negativas da raiva, do ódio, do sarcasmo, pois isto interfere diretamente no fluxo da sua essência. Assim, quando outras energias podem ignorar essas coisas, a alegria de Oxum não pode ser corrompida de nenhuma forma. Se você a ofende e ela interrompe esse fluxo de alegria, você, dificilmente, conseguirá retornar às suas graças. Quando um indivíduo, ou sociedade vai além dos limites permitidos, repetidamente, a alegria se retirará e permanecerá inacessível a eles.

A expressão da alegria não é solitária. A alegria verdadeira precisa dos outros para se expressar. Esta criação de Olorum nos permite ter acesso a alegria de viver. Naturalmente, a alegria não é uma satisfação egocêntrica. A verdadeira alegria vem da exaltação do que sentimos reconhecendo a beleza no ser amado, na nossa comunidade e no planeta em que vivemos.

No Haiti, Oxum é conhecida com Erzulie. Ela possui as mesmas características de Oxum, mas, as cores são diferentes. Oxum é a versão yorubana de Hathor, a deusa egípcia da música e do amor. Há muitas semelhanças entre as duas deusas. Da mesma forma, podemos associar Oxum com Nekhbet, protetora do parto e das mulheres grávidas, que, também, é um papel de Oxum. Seria Oxum o sincretismo das divindades egípcias Hathor e Nekhbet? A mim parece possível. Da mesma forma que Isis é associada com Yemanjá, a combinação de Hathor e Nekhbet foi feita, nos dando a nossa Oxum. Oxum, como Nakhbet, também é invocada quando existem mulheres em dificuldades com a gravidez ou com o parto. No entanto, temos de nos lembrar de outra divindade egípcia. Sekhmet. A deusa da morte que destrói o infiel. Oxum também tem seu lado vingativo. Quando é ofendida é capaz de matar enquanto sorri ao mesmo tempo. Mas, você não precisa se preocupar com a ira de Oxum se a tratar como a rainha que ela é!

Quan-Yin é a nossa Oxum chinesa. É representada vestida de amarelo, segurando um bebê em seus braços e é a protetora dos partos e mães, da mesma forma que Oxum na cultura afro-brasileira. Isso só aponta para a universalidade da religião antiga. Tudo está relacionado, até mesmo as diferentes divindades de diferentes culturas. Por isso, a atitude das práticas afro-brasileiras deve ser de tolerância. É perfeitamente correto praticar a religião africana e ao mesmo tempo ir à igreja todo o domingo. Mesmo sendo muçulmano, budista, judeu, hindu, pode-se praticar a religião africana. Como eu já mencionei em outras ocasiões: todos os deuses são manifestações do UM. Esse UM é o princípio criador, é o Indizível, aquele que está acima da nossa compreensão. É Olorum, Olodumaré. Os muçulmanos o chamam de Allah, os judeus de Ieve, os hindus de Vishnu. Os orixás estão aqui para ajudar-nos em nossa vida diária, com nossos problemas de saúde, com nossa conexão com o sagrado.

Lakshmi é a divindade hindu da riqueza e da beleza. Sua filha, Kama, é a deusa do amor. Como Oxum, é a doadora de todas as coisas boas da vida.

Como disse antes, os orixás estão aqui para nos ajudar a manter nossa conexão com o sagrado. Não se preocupam se você é preto ou branco, amarelo ou vermelho.

Mantenha viva a chama da alegria em sua alma e sempre estará conectado com a energia da “mãe Oxum”.

Ora Iê Iê ô!